De saída, Ricciardo descarta torcer contra parceria Red Bull-Honda: “Só quero que a Renault acerte”

Daniel Ricciardo tem mais interesse em ver o sucesso da Renault do que o fracasso da Red Bull. O australiano, agora piloto da equipe francesa, vai acompanhar de longe os primeiros passos da antiga equipe com a Honda em 2019

O fim da relação com a Red Bull não significa inimizade do ponto de vista de Daniel Ricciardo. O piloto australiano, que deixou Milton Keynes para defender a Renault a partir de 2019, não quer tentar tirar proveito de possíveis problemas na parceria da equipe dos energéticos com a Honda.
 
Perda de rendimento da Red Bull em 2019 significa chances de a Renault, em evolução, ficar mais próxima em termos de velocidade e resultados. A equipe tetracampeã ficou em terceiro no Mundial de Construtores, enquanto os franceses apareceram em quarto. Ricciardo, mesmo assim, só quer pensar em sua própria evolução.
 
“A Red Bull me disse que eles vão conseguir mais potência com a Honda, então estou esperando isso”, disse Ricciardo, perguntado pelo site ‘RaceFans’. “Quanto eles vão ganhar, ainda veremos. Não estou torcendo contra eles. Não estou pensando ‘tomara que eles não se acertem’. É uma questão de pensar mais em mim e querer que a Renault acerte. Se as outras equipes também [acertarem], que assim seja”, continuou.
Daniel Ricciardo foca no sucesso da Renault, não no fracasso da Red Bull (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
A saída de Ricciardo para a Renault foi uma das bombas do mercado de pilotos da temporada 2019. Isso porque a equipe francesa, apesar de evoluir rapidamente, ainda está distante do alto nível de rendimento das três equipes de ponta da F1 – Mercedes, Ferrari e Red Bull. A própria escuderia amarelada já admite que resultados ainda não virão de imediato nos próximos meses.
 
Sem Ricciardo, a Red Bull precisou correr atrás de um novo companheiro para Max Verstappen. A escolha natural foi por Pierre Gasly, que causou boa impressão ao longo de 2018 pela Toro Rosso.
 
A temporada 2019 da F1 começa em 17 de março, dia do GP da Austrália, em Melbourne.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube