F1

De supermacios, Hülkenberg põe quase 3s na Ferrari e confirma melhor tempo em Barcelona. McLaren quebra

Nico Hülkenberg finalmente teve a chance de andar com o novo VJM09 e mostrou velocidade. O alemão foi o mais rápido nesta quarta-feira (24) em Barcelona, no terceiro dia de testes coletivos da F1 e ainda colocou quase 3s de vantagem em cima da Ferrari, que vinha dominando as atividades nesta semana. O tempo de Hülk, entretanto, veio com os pneus supermacios. Felipe Nasr e Felipe Massa terminaram o dia na sétima e na décima colocações, respectivamente
Warm Up / Redação GP, de Curitiba
 Nico Hülkenberg (Foto: Getty Images)
O terceiro de testes coletivos da F1 surpreendeu. E o nome da surpresa é Nico Hülkenberg, que finalmente teve a chance de guiar o novo VJM09. A bordo do modelo indiano, o alemão mostrou consistência e também muita velocidade, especialmente com os compostos mais macios disponibilizados pela Pirelli. 
 
Hülkenberg já foi o mais rápido pela manhã, usando ainda os médios, quando virou 1min25s286, sendo 0s728 melhor que Kevin Magnussen, que conseguiu impor um bom ritmo com a Renault. À tarde, Nico iniciou os trabalhos calçado com os pneus médios. E andando bem, sempre à frente da concorrência neste momento das atividades. Depois, a equipe de Vijay Mallya optou pelos macios, foi quando o piloto conseguiu melhorar sua marca da manhã e mais de um 1s, atingindo 1min24s032.
Nico Hülkenberg comandou o dia em Barcelona (Foto: Getty Images)
Ainda não era o suficiente. Quando restavam pouco menos de duas horas para o fim da sessão, o alemão saiu com os supermacios. E aí seu tempo despencou ainda mais. No fim das contas, Hülkenberg fechou o dia com a importante marca de 1min23s110, depois de percorrer quase 80 voltas pela pista da Catalunha.

A Haas também brilhou nesta quarta-feira com Romain Grosjean de volta ao cockpit. Equipado com os pneus macios já nos minutos finais, o francês conseguiu se colocar na segunda colocação da tabela, com 1min25s874, depois de 82 voltas. 
 
A Ferrari, que dominou os dois primeiros dias com Sebastian Vettel, sofreu o primeiro revés da semana, justamente quando Kimi Räikkönen assumiu a SF16-H. O finlandês pouco pode andar pela manhã devido a uma falha no sistema de combustível. Porém, no período vespertino, a equipe italiana conseguiu reparar o carro e logo mandou o campeão de 2007 ao trabalho.
 
Kimi começou para valer andando com os pneus médios. O nórdico dedicou as horas da tarde à confiabilidade, andando sempre muito veloz em cima dos compostos de risca branca. A esquadra vermelha não enfrentou problemas novamente, mas acabou mesmo ficando com a segunda posição da tabela. O melhor tempo de Räikkönen veio em 1min25s977, 2s8 pior do que a marca do líder, mas é preciso ponderar que o registro foi feito em cima dos pneus macios.
 

A Renault conseguiu recuperar parte do terreno perdido nos dois primeiros dias e viveu uma sessão bem mais produtiva com Kevin Magnussen ao volante do R.S.16 nesta quarta-feira. O dinamarquês, agora de volta à F1 como titular, foi o segundo pela manhã, com 1min26s014. A marca permanece à tarde e garantiu o terceiro posto da classificação, mas o dia foi dedicado também ao ganho de quilometragem. Ainda assim, a equipe francesa sofreu novamente com falhas mecânicas, e Kevin acabou parado em plena reta principal na hora final dos testes.

Pelos lados da Mercedes, de novo um dia de acumulo de quilômetros. De longe, o carro que mais andou em Barcelona, o time chefiado por Toto Wolff achou melhor poupar seus pilotos e decidiu dividir o dia entre Nico Rosberg (manhã) e Lewis Hamilton (tarde). O alemão foi realmente muito bem na fase matutina. Rosberg virou 1min26s084, depois de percorrer só pela manhã mais de 100 voltas. O desempenho apenas corrobora a ideia de que os atuais campeões têm nas mãos um carro afinado no que diz respeito à confiabilidade. O filho de Keke ainda testou uma configuração diferente do bico do W07 antes do almoço.

Após a pausa, Hamilton entrou no cockpit prateado e, embora não tenha andando tanto quanto o companheiro de equipe, também dedicou a sessão à avaliação dos componentes. À tarde, entretanto, a Mercedes voltou com o acerto original do bico. A melhor volta do tricampeão foi feita em 1min26s421, 3s3 pior que a de Hulk, e rendeu a oitava posição. A marca veio quando Lewis rodava com os pneus médios. 

A Toro Rosso também continuou seu trabalho com o STR11 no que diz respeito à confiabilidade. E Carlos Sainz andou por mais de 160 voltas. Aliás, foi o piloto que mais giros acumulou neste terceiro dia de testes. O sexto tempo de Sainz veio também usando os médios.

Felipe Nasr, que também guiou pela primeira vez nesta semana, apareceu com a sétima colocação, com o tempo na casa de 1min26s392, registrado com os compostos de risca branca. O brasileiro andou por mais de 100 voltas, coletando dados para o projeto do novo carro da Sauber.
Felipe Massa andou com o FW38 nesta quarta (Foto: Getty Images)
Daniil Kvyat tomou o lugar de Daniel Ricciardo e enfim pode testar o novo RB12. Ao todo, o russo andou por 73 voltas e terminou o dia em nono, logo à frente de Felipe Massa, que também teve a primeira chance com o FW38. O brasileiro do carro #19 avaliou a confiabilidade em um trabalho semelhante ao feito por Valtteri Bottas nos dois primeiros dias. O tempo de Massa ficou em 1min26s497, também com os médios.

Depois de uma impressionante sessão com Fernando Alonso ontem, a McLaren hoje sofreu a primeira quebra da semana. E precisou trocar o motor por conta de um vazamento hidráulico. O contratempo prejudicou e abreviou os trabalhos da equipe inglesa, que colocou Jenson Button ao volante do MP-31. O britânico conseguiu completar apenas 51 voltas. A última colocação da tabela ficou mesmo com o novato Rio Haryanto, da Manor. 

A F1 volta à pista nesta quinta-feira para o último dia desta primeira semana da pré-temporada em Barcelona. 

F1, Treinos coletivos, Barcelona, Dia 3:

1 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:23.110   99
2 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:25.874 +2.764 82
3 7 KIMI RAIKKONEN FIN FERRARI 1:25.977 +2.867 77
4 20 KEVIN MAGNUSSEN FRA RENAULT 1:26.014 +2.904 111
5 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:26.084 +2.974 74
6 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:26.239 +3.129 161
7 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:26.392 +3.282 115
8 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:26.421 +3.311 88
9 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL TAG HEUER 1:26.497 +3.387 74
10 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:26.712 +3.602 109
11 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:26.919 +3.809 51
12 88 RIO HARYANTO INA MANOR MERCEDES 1:29.808 +6.698 78

Os pneus são... 
ultramacios | supermacios | macios | médios duros
VEJA A EDIÇÃO #17 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA A F1 E A MOTOGP