F1

De surpresa, Lotus divulga na internet primeiras imagens do E23, carro para temporada 2015 da F1

Sem aviso-prévio, a Lotus apresentou nesta segunda-feira (26) as primeiras imagens do E23, carro com o qual vai disputar a temporada 2015 da F1. Desta vez, nada de bico-tomada ou algo do tipo
Warm Up / RENAN DO COUTO, de São Paulo
 Primeira imagem do Lotus E23: carro mantém cores preta e dourada para 2015 (Foto: Lotus)
Mais um carro da F1 2015 foi apresentado ao público. Na tarde desta segunda-feira (26), a Lotus, de surpresa, revelou as primeiras imagens do E23, agora acompanhado da terminação 'Hybrid', bólido que usará para disputar o campeonato da F1 neste ano.

Mantendo as já tradicionais cores preta e dourada que acompanham o time desde 2011, a equipe, ao contrário do que fez em 2014, vem com uma aparência mais convencional. O modelo vem sem grandes invenções aerodinâmicas — nada de bico-tomada, como existiu no ano passado —  e tem uma frente um tanto "reconchuda".
Novo carro da Lotus é o E23 Hybrid (Foto: Lotus)
A expectativa em Enstone é que este novo carro permita ao time se recuperar do péssimo ano vivido em 2014. Falta de dinheiro, a perda de peças-chave na equipe técnica e o problemático motor Renault não deixaram a Lotus marcar mais do que dez pontos em todo o último campeonato. Romain Grosjean chegou duas vezes em oitavo, amargos melhores resultados, ainda mais para um piloto que sonhou em vencer corridas na reta final de 2013. Pastor Maldonado não foi além de um nono posto.

Para 2015, a grande mudança diz respeito às unidades de força: adeus, Renault, olá, Mercedes. Não deixa de ser uma troca marcante, afinal, a equipe de Enstone sempre esteve associada à montadora francesa. Foi, inclusive, o time de fábrica da Renault entre 2002 e 2010, mudando de nome em 2011. Mas o fraco V6 feito em Viry-Chatillon e a necessidade de se dar a volta por cima obrigou Gerard Lopez e cia. a se mexerem. E a Mercedes, assim, preencheu o vazio deixado pela saída da McLaren da lista de clientes.

Mas as mudanças vão além disso, garante o diretor-executivo da equipe, Matthew Carter. "O E23 Hybrid representa uma nova era para a Lotus, não apenas com a mudança para as unidades de força da Mercedes, mas também é a concretização de um inverno bem ocupado nos bastidores. Melhorias nos nossos departamentos de design, aerodinâmica e simulação contrubuíram para o desenvolvimento de um carro que é um grande passo adiante", afirmou.

Nas palavras do diretor-técnico, Nick Chester, o carro é mais que um passo adiante. Trata-se, na realidade, de "um enorme passo".
"Não é segredo que sofremos com o carro do ano passado, então miramos cada área que pode nos causar problemas. Fizemos grande progresso no túnel de vento e em áreas como a acomodação e o resfriamento do motor. Esperamos que o E23 se mostre muito, muito melhor que seu antecessor", declarou Chester.

Chester reconheceu que o uso do motor Mercedes é o que deve propiciar à Lotus o principal ganho de performance, confiabilidade e dirigibilidade em relação a 2014. O engenheiro destacou que o E22 dera indícios de ser bom no túnel de vento, mas o time não foi capaz de extrair esse desempenho na pista. "Então prestamos mais atenção para tornar as características do carro mais adaptáveis", explicou. Basicamente, um carro mais simples. A suspensão também é nova. "Perdemos muito quando a suspensão interconectada foi proibida no meio da última temporada. O design da suspensão do E23 atende às novas regras, então não estamos tentando atualizar um sistema originalmente feito para trabalhar de outra forma", esclareceu.

Chester e Carter esperam que as duras lições tomadas no ano passado resultem em um progresso real na pista em 2015. "Aprendemos muito em muitas áreas do carro no ano passado, então há muitas lições que foram tiradas de tudo. Sabemos que demos um grande passo. Não vamos saber como nosso carro vai se comportar na comparação com os outros até estarmos em um GP, mas certamente esperamos ser muito mais competitivos do que no ano passado", disse o diretor-técnico.
 
"Como equipe, estamos confiantes de que o novo carro e as contratações que fizemos para a equipe vão permitir um grande salto à frente, e estamos cheios de otimismo indo para a nova temporada. É hora de deixar para trás o desapontamento da última temporada para trás e tirar proveito de 12 meses de trabalho duro. Estamos prontos para voltar ao nosso lugar de direito na elite do automobilismo", falou Carter.
 
A pré-temporada da F1 vai começar no dia 1º de fevereiro, em Jerez de la Frontera, na Espanha. O time ainda não confirmou qual piloto terá a honra de estrear o carro.
LANÇAMENTOS 2015  
Mercedes 1/2 Jerez  
Red Bull A confirmar A confirmar  
Williams 21/1 online Texto e fotos
Ferrari 30/1 online  
McLaren 29/1 online  
Force India 21/1* Cidade do México Texto e fotos
Toro Rosso 31/1 Jerez  
Lotus 26/1 online  
Sauber A confirmar A confirmar  
*apresentação da equipe
10+ LANÇAMENTOS NA F1

Carros colocados diante das garagens com capas, fotos divulgadas pela internet, convocação para coletiva de imprensa na sede da equipe. Tudo gera ansiedade enorme no verdadeiro fã de F1, mas já houve um tempo em que os lançamentos de carros no início de cada ano eram muito mais do que isso — tratavam-se, na realidade, de mega eventos que às vezes contavam até mesmo com aviões Airbus e shows das Spice Girls. Aproveitando que a F1 vive uma época de lançamentos, o GRANDE PRÊMIO relembra alguns eventos que ficaram marcados ou por sua suntuosidade, ou por sua excentricidade.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO
BOTTAS ANTES

O finlandês Valtteri Bottas será o primeiro a sentir o gostinho de pilotar pela primeira vez o novo carro da Williams, o FW37, nos testes coletivos da F1 em Jerez de la Frontera, na Espanha. A Williams confirmou que o quarto colocado do Mundial de F1 de 2014 será o responsável por guiar o carro nos dois primeiros dias de atividades de pista da pré-temporada. Desta forma, Bottas andará nos dias 1 e 2 de fevereiro com a nova máquina. Já o brasileiro Felipe Massa, que fechou o último campeonato em sétimo lugar, trabalhará pela primeira vez com o FW37 nos dias 3 e 4.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO
CINCO VITÓRIAS

A Renault tem grandes planos para 2015. A fabricante francesa espera reduzir pela metade a diferença que ainda possui para a campeã Mercedes e traça como meta a conquista de "pelo menos cinco vitórias na temporada" que começa em março, no Albert Park, na Austrália. No ano passado, a fornecedora enfrentou diversos problemas com a nova unidade de força. Mesmo assim, fechou o campeonato com três triunfos, todos pelas mãos de Daniel Ricciardo, com a Red Bull.