De tetracampeã a nanica, Red Bull se junta a Caterham e Marussia e fecha treinos acima da regra de 107%

Se o GP da Austrália fosse hoje, a tetracampeã mundial de F1 seria impedida de largar por falta de desempenho. Isso representaria um dos maiores vexames da história da categoria


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Começa treino, acaba treino, a situação da Red Bull é a mesma: dramática. A equipe tetracampeã mundial de F1 sofre com um terrível RB10 nesta pré-temporada. Os problemas de confiabilidade são muitos e não deixam o time tomar conta do desempenho – que, por enquanto, pode provocar um vexame histórico. Se o GP da Austrália fosse hoje, os rubrotaurinos não poderiam largar.

O regulamento da F1 determina que, para que um piloto possa alinhar no grid, precisa terminar o Q1 do treino classificatório com um tempo, no máximo, 7% mais lento que o do primeiro colocado – a famosa regra dos 107%. O resultado da semana de testes no Bahrein mostra que nem Sebastian Vettel, nem Daniel Ricciardo, atingiram tal pré-requisito. De tetracampeã, a equipe austríaca se transformou em nanica.

Se não pode correr com RB10, Sebastian Vettel vai a pé mesmo (Foto: Getty Images)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Ricciardo registrou, neste sábado (22), o melhor tempo da Red Bull na semana: 1min39s837. O limite, tomando como referência a volta do líder Nico Rosberg – 1min33s283 –, é 1min39s813. Faltariam 0s2. Vettel virou 1min40s224.

Num panorama mais abrangente, nota-se que só metade das equipes que possuem unidades de força da Renault estaria apta a largar. Lotus, com Pastor Maldonado no E22, e Toro Rosso, com Daniil Kvyat no STR9, conseguiram entrar na casa de 1min38s.

Junto da Red Bull, a Caterham e a Marussia foram os outros times que não andaram abaixo de 1min39s813. Esses dois times estrearam na F1 em 2010, mesmo ano em que o domínio rubrotaurino teve início, e nunca terminaram um GP dentro da zona de pontuação. O melhor resultado foi o 11º lugar de Vitaly Petrov, da Caterham, no GP do Brasil de 2012.

Normalmente, quando algum carro não consegue cumprir a regra dos 107%, a FIA leva em consideração os resultados dos treinos livres para permitir que ele largue. Aplicando pensamento semelhante sobre o resultado desta bateria de testes, seria possível permitir que os pilotos de Lotus, Toro Rosso e Sauber que foram mais lentos que 1min39s813 alinhassem no grid. A favor da Red Bull, contudo, não haveriam argumentos técnicos, ou seja, só razões comerciais permitiriam ao time correr.

Os problemas da Red Bull estão ligados ao complicado uso das unidades de força da Renault, que, até aqui, mostraram-se pouco confiáveis e que exigem uma capacidade enorme de refrigeração. É esse segundo aspecto, principalmente, que vem atrapalhando tanto as atividades da RBR. O projetista-chefe Adrian Newey admitiu, contudo, que o time também tem sua responsabilidade em todo esse calvário, por ter arriscado mais do que podia. O tetracampeão Sebastian Vettel já avisou: a solução é demorada.

F1, Treinos coletivos, Sakhir, combinado:

1 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:33.283  
2 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES   1:34.263 +0.980
3 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES   1:34.910 +1.627
4 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES   1:34.957 +1.674
5 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES   1:36.445 +3.162
6 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI   1:36.536 +3.253
7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:36.718 +3.435
8 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES   1:37.066 +3.783
9 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI   1:37.180 +3.897
10 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES   1:37.328 +4.045
11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:37.367 +4.084
12 FELIPE NASR BRA WILLIAMS MERCEDES   1:37.569 +4.286
13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT   1:38.707 +5.424
14 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT   1:38.974 +5.691
  TEMPO 107% TL1     1:39.813 +6.530
15 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT   1:39.837 +6.554
16 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT   1:39.855 +6.572
17 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT   1:40.224 +6.941
18 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI   1:40.443 +7.160
19 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT   1:40.472 +7.189
20 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT   1:41.670 +8.387
21 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT   1:42.130 +8.847
22 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI   1:42.511 +9.228
23 ROBIN FRIJNS HOL CATERHAM RENAULT   1:42.534 +9.251
24 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI      

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube