F1

De volta ao Q3, Alonso comemora evolução da McLaren, mas reconhece que é preciso mais: “Esse é só o primeiro passo”

Décimo colocado no grid de largada para o GP da Espanha, Fernando Alonso celebrou a evolução da McLaren, mas ressaltou que ainda é preciso melhorar. Asturiano não ia ao Q3 desde o GP de Abu Dhabi de 2014

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Fernando Alonso começou o fim de semana em Montmeló ‘celebrando’ a marca de três anos sem vitórias na F1, mas já encontrou uma razão melhor para comemorar. Neste sábado (14), o asturiano avançou ao Q3 da F1 pela primeira vez desde o GP de Abu Dhabi de 2014, quando ainda guiava pela Ferrari.
 
Fernando Alonso não ia ao Q3 desde 2014 (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Tenho assistido o Q3 pela televisão há um longo tempo”, brincou Alonso. 
 
Animado com a performance em Barcelona, Fernando destacou a evolução da McLaren, mas lembrou que ainda é preciso fazer mais para se aproximar do topo do grid.
 
“Nós estamos progredindo. Nós, definitivamente, estamos indo na direção certa”, avaliou. “Todas as atualizações feitas no carro nos deixaram mais competitivos. Mas temos um longo caminho pela frente, porque ainda estamos longe da pole-position. Esse é só o primeiro passo”, falou.

“Estou muito contente com esse primeiro passo, por nos sentirmos cada dia mais competitivos”, declarou. “Amanhã vamos largar na metade do grid e sabemos as complicações a que isso leva. Nas últimas corridas não tivemos nenhum toque, então vamos tentar evitar problemas amanhã e somar pontos”, seguiu.
 
“O primeiro objetivo era entrar no Q3. Com certeza vai ser uma corrida complicada por conta do desgaste, que tivemos muito neste fim de semana”, previu. “Vamos tentar fazer duas paradas, mas vai ser difícil. Parar três vezes significa ultrapassar muita gente na pista, o que também é um grande risco”, ponderou.
O QUE ESTÁ POR TRÁS DO RECENTE NOTICIÁRIO SOBRE SCHUMACHER