F1

“Decepcionado”, Bottas busca aprendizado e tenta esquecer 2018: “Minha pior temporada até agora”'

No circuito onde venceu pela última vez até agora na F1, Valtteri Bottas tem a chance derradeira de subir no topo do pódio em 2018. O finlandês não escondeu a decepção por ter feito uma temporada bem abaixo das suas expectativas
Warm Up / Redação GP, de Sumaré

Enquanto Lewis Hamilton conquistou nada menos que dez vitórias e o título da temporada 2018 do Mundial de F1, Valtteri Bottas teve um rendimento muito abaixo do esperado no seu segundo ano como piloto da Mercedes. Com oito pódios ao longo do campeonato, metade do que conquistou seu companheiro de equipe, o finlandês ficou bem aquém quando se coloca lado a lado a performance no ano passado, quando venceu três corridas e figurou 13 vezes no top-3. Na vez em que ficou mais perto de vencer nesta temporada, no GP da Rússia, a Mercedes lançou mão da ordem de equipe para ajudar Hamilton a triunfar em Sóchi.
 
Abu Dhabi, palco da prova derradeira desta temporada, é também a última chance de Bottas fechar o campeonato com pelo menos uma vitória. Foi justamente em Yas Marina, no ano passado, que o finlandês venceu pela última vez na F1. De contrato renovado com a Mercedes para 2019, Valtteri segue para o fim de semana determinado a entender o que aconteceu de errado, mas com uma certeza: 2018 foi sua pior temporada até agora na F1.
 
“Sim, acho que sim”, respondeu o nórdico de 29 anos em entrevista coletiva nesta quinta-feira (22) em Abu Dhabi. O piloto lembrou o ano em que fez a estreia pela Williams, numa época em que a escuderia britânica, como agora, lutava pelas últimas posições do grid.
Valtteri Bottas está decepcionado com o que alcançou na temporada 2018 da F1 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Claro que a primeira temporada foi difícil, mas você não pode comparar porque, com a Williams, em 2013, nós estávamos lutando lá atrás, mas eu senti que fizemos o máximo que era possível. Então, as temporadas seguintes definitivamente foram melhores do que essa”, explicou.
 
“O ano passado foi bem diferente deste ano: foi meu primeiro ano com a equipe, o primeiro ano ao lado de Lewis e lembro que nesta época, no ano passado, estava decepcionado por não ter atingido minhas metas. Mas agora, quando olho para trás, ao menos tinha vencido algumas corridas, feito algumas poles. E agora, nesta altura do campeonato, estou ainda mais decepcionado. Sim, esta é minha pior temporada até agora”, avaliou.
 
“Acho que tive algumas boas corridas, mas as coisas simplesmente não deram certo. Diria que, no geral, fui azarado neste ano, mas há muito mais do que isso. Sei que de fato me saí melhor na comparação com o ano passado, e essa é a única coisa que importa depois de uma temporada como essa”, salientou Bottas, que procura tirar o aprendizado que vem obtendo na esteira de tempos difíceis como algo positivo.
 
“Você só tem de aprender e tentar esquecer, mas esta é, definitivamente, uma temporada que vai me tornar uma pessoa mais durona, um piloto mais durão para o futuro”, finalizou.