Decepcionado com 11º no grid de Yeongam, Button culpa incidente com Ricciardo por ausência do Q3

No fim do Q2, o carro de Daniel Ricciardo ficou parado na área de escape, causando bandeiras amarelas no local. Jenson Button teve de tirar o pé, perdeu tempo e a chance de lutar pela pole na Coreia do Sul

Jenson Button não escondeu a decepção por não conseguir se posicionar entre os dez pilotos mais rápidos do grid de largada do GP da Coreia do Sul, neste sábado (13), em Yeongam. Nos segundos finais do treino, o britânico foi superado por apenas 0s005 por Michael Schumacher e ficou apenas com o 11º tempo. Button vai dividir a sexta fila do grid com seu futuro companheiro de equipe na McLaren, Sergio Pérez.

Decepcionado por largar tão longe dos ponteiros, Button acredita que, mesmo tendo um ritmo de corrida bom durante o fim de semana, sua jornada será difícil, principalmente por conta do tráfego, situação em que o MP4-27 não se comportou tão bem neste sábado. “É decepcionante estar tão longe. Meu ritmo de corrida foi bom, acho que éramos os mais rápidos. Por isso será ainda mais complicado largar de onde nós estamos”, comentou o piloto durante entrevista coletiva em Yeongam.

Button não ficou nada feliz com o resultado da classificação na Coreia do Sul (Foto: McLaren)

Além da decepção por ter ficado de fora do Q3, Jenson considerou o incidente com Daniel Ricciardo, no fim do Q2, crucial para sua eliminação na classificação. Com problemas, o jovem australiano da Toro Rosso encostou seu carro em uma área de escape próxima à pista. A condição perigosa em que ficou estacionado o bólido fez com que os fiscais acenassem bandeiras amarelas.

Cumprindo o regulamento, Button tirou o pé, mas pagou o preço ao perder um tempo que poderia ser fundamental para avançar ao rol dos dez mais rápidos na classificação em Yeongam.

“Fiquei encaixotado no último setor da minha primeira volta no Q2, tirei o pé e tive de engatar a primeira marcha, perdendo muito tempo. Por isso, acho que perdi facilmente alguns décimos. Então, na minha última volta no Q2, perdi tempo por causa das bandeiras amarelas”, disse o piloto, resignado. “Sabia que poderia ter ganho uns 0s2 extras no último setor, mas as coisas não deram certo e não pude melhorar por causa das bandeiras amarelas. Mas vou pra cima aqui amanhã”, finalizou o britânico.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube