Décimo, Senna admite sorte com abandonos e destaca efeito da estratégia em Monza

Bruno Senna reconheceu que teve sorte com alguns abandonos e destacou que a estratégia da Williams funcionou no GP da Itália. Brasileiro ficou em décimo, 48s144 atrás de Lewis Hamilton, o vencedor

As imagens deste domingo da F1 na Itália
Confira a classificação do campeonato após 13 de 20 etapas


Bruno Senna completou o GP da Itália de F1 na décima colocação. O piloto, que cruzou a linha de chegada 48s144 depois de Lewis Hamilton, o vencedor, afirmou que foi difícil fazer a estratégia da Williams funcionar e reconheceu que foi beneficiado com os abandonos de Sebastian Vettel, Mark Webber e Jenson Button.
 

Senna acredita que maior downforce ajudará Williams nas próximas corridas (Foto: Williams)


“Foi muito difícil tentar fazer a estratégia de uma parada funcionar, mas nós conseguimos”, falou. “Também demos muita sorte com alguns abandonos”, reconheceu. “Foi um ótimo esforço do time hoje para pontuar.”

Senna também comentou o incidente com Paul di Resta durante a prova, em que a disputa entre os dois acabou com o piloto da Williams fora da pista. Para o brasileiro, a falta de uma punição ao escocês foi algo injusto. “Eu também reclamei no rádio por ter sido jogado para fora da pista, mas nada aconteceu. Enfim, é uma decisão dos comissários lá e a gente precisa aceitar. Mas, para mim, não foi justo. Foi um movimento meio estranho. Eu perdi uma posição para o Mark Webber naquela brincadeira, além dos danos do carro”, explicou. 

Bruno destacou ainda que o time de Frank Williams agora passa a focar nas próximas provas e acredita que o maior downforce deve beneficiar o FW34. “Agora olhamos para as próximas corridas, quando o maior downforce deve nos ajudar”, avaliou Senna. “A meta é melhorar em relação a hoje e trazer para casa ainda mais pontos”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube