Depois de decisão “difícil” de demitir Vettel, Ferrari apoia ida para Mercedes

Fã declarado de Sebastian Vettel, Mattia Binotto reconheceu que não foi fácil ter de dispensar o alemão para 2021. Entretanto, explicou que a visão da Ferrari na Fórmula 1 sofreu mudanças e o tetracampeão já não se encaixava

Sebastian Vettel tem sido constantemente assunto dos envolvidos na Fórmula 1. Agora, Mattia Binotto, chefe da Ferrari, destacou a decisão difícil ao ter de dispensar o alemão, mas destacou que ficaria feliz caso encontrasse uma boa vaga para 2021.

O contrato do tetracampeão com a escuderia italiana termina ao final de 2020. Após algumas conversas e ofertas feitas pelo time, acabaram decidindo por seguir caminhos diferentes ao final da temporada. Quem chega para ser companheiro de Charles Leclerc é Carlos Sainz.

Rumores que surgiram na mídia indicavam que o competidor não renovou seu contrato por não concordar com os termos oferecidos, algo que o dirigente negou. “Sem dúvidas, por muitas razões. Ferrari ama Sebastian como piloto e pessoa, é parte de nosso time, nosso projeto, então nunca é uma decisão fácil”, disse ao jornal espanhol Marca.

Sebastian Vettel, Ferrari, Fórmula 1, Mattia Binotto
Qual o destino de Vettel? (Foto: Reprodução)

“Seb foi nossa primeira opção e quando chegou a Covid-19, a situação mudou muitas coisas, do regulamento ao teto orçamentário, coisas que fizeram mudar a visão da situação, o novo carro sendo adiado para 2022. Mudanças internas tiveram de ser feitas, difíceis, e foi o que fizemos”, continuou.

“Não é verdade [que Vettel saiu por contrato de curto prazo]. Simplesmente as coisas mudaram e estamos olhando para um novo ciclo e parece que essa visão, em termos de timing, não coincidia com sua visão. Não foi por causa do tipo de oferta ou sua duração”, emendou o italiano.

Resta saber qual o destino de Sebastian na F1. Boatos que têm tomado cada vez mais espaço na mídia é a ida para a Mercedes ao lado de Hamilton. “Seria uma perda [caso se aposentasse], pois nos o amamos e o admiramos, e seria importante para ele encontrar uma boa vaga para o ano que vem”, sublinhou.

“Escuto os rumores de que pode ir para a Mercedes e ficaria muito feliz por ele, de verdade”, encerrou Binotto.

Sobre o assunto, Toto Wolff chegou a se manifestar. O chefão da equipe alemã destacou que a prioridade é sua atual dupla, mas reconheceu que não se pode ignorar e dispensar imediatamente um tetracampeão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube