F1

Destaque nos testes do Bahrein pela Mercedes, Russell vê “grande oportunidade” para ajudar Williams

George Russell registrou o melhor tempo dos testes coletivos no Bahrein, na semana passada, guiando o Mercedes W10. De volta à realidade de pilotar a Williams, o pior carro do grid na atualidade, o jovem britânico enxerga uma grande chance de ajudar sua equipe a melhorar o FW42 com base na experiência obtida ao acelerar o carro prateado

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré

GP 1000
Quais foram as maiores corridas da Fórmula 1 em tempos recentes?
🎥 Qual das 999 corridas foi a mais marcante da história da Fórmula 1?
Desde o primeiro e todos os GPs 'centenários' da história da Fórmula 1
🎥 F1 erra com GP 1000 na 'sem sal' China. Interlagos seria o palco ideal


George Russell teve a chance de trocar o pior carro do grid por um dos melhores por um dia, quando pilotou o Mercedes W10 na quarta-feira que encerrou a sessão de testes coletivos que a F1 realizou no Bahrein. O jovem britânico aproveitou bem a oportunidade, acumulou conhecimento a bordo do carro prateado e ainda se destacou ao finalizar os trabalhos em Sakhir com o melhor tempo. Agora, na China, Russell volta à realidade de guiar pela Williams, mas tem na mente a ideia de que pode ajudar sua equipe a evoluir com base no aprendizado obtido.
 
Entretanto, Russell é claro ao afirmar que não pode compartilhar informações sobre peças do carro da Mercedes. O prodígio britânico é membro do programa de jovens pilotos da equipe anglo-alemã e recebeu a chance de estrear na F1 pela Williams graças à parceria entre a equipe de Grove e a montadora.
 
“Foi uma experiência incrível, e uma experiência que nem todos os pilotos têm”, declarou o piloto durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (11) em Xangai.
George Russell volta ao cockpit da Williams depois de testar pela Mercedes no Bahrein (Foto: Williams)
“Eles estão atualmente liderando o Mundial, são a equipe campeã do mundo e, sem dúvidas, têm o carro mais rápido do grid no momento. Então, para mim, para nós nesta atual situação nossa, onde nós estamos lá atrás, foi uma grande oportunidade para saber o que deveríamos buscar”, disse.
 
“Obviamente, nós acertamos que não iria compartilhar detalhes confidenciais. Mas sou mais do que capaz de dizer ‘O carro deles faz X nessas curvas e nosso carro não’, e é nisso em que precisamos trabalhar”, acrescentou.
 
Russell ressaltou diferenças bastante importantes na performance entre os dois carros. “Foi um teste muito bom. Sabemos que eles têm mais dowforce do que nós, mas é mais do que simplesmente mais downforce”.
 
“Diria a você que a diferença é a esperada. Você vê onde a Mercedes está, vê onde a Williams está, e a diferença é absolutamente como você imagina”, finalizou o piloto, que faz em 2019 sua temporada de estreia na F1.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da China AO VIVO e EM TEMPO REAL. O primeiro treino livre está marcado para as 23h (de Brasília) da quinta-feira. Os horários completos estão abaixo.
 

Confira a programação do fim de semana do GP da China de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Quinta 11/4 23h
TL2 Sexta 12/4 3h
TL3 Sábado 13/4 0h
TC Sábado 13/4 3h
GP Domingo 14/4 3h10

Fórmula 1 2019 AO VIVO 🇨🇳 
Acompanhe todos os treinos livres, classificação e o GP da China aqui


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.