Di Resta pressiona a si mesmo por melhores resultados neste ano: “Nada deu certo no fim de 2012”

Batido por Nico Hülkenberg no duelo interno dos pilotos da Force India no ano passado, Paul di Resta está determinado a fazer um trabalho melhor em 2013, sua terceira temporada no Mundial de F1

Na F1 desde 2011, Paul di Resta, campeão do DTM em 2010, ainda não brilhou. O piloto da Force India tem como melhor resultado um quarto lugar no GP de Cingapura do ano passado, mas, desde então, caiu bastante de rendimento, somando somente dois pontos nas sete provas finais do campeonato. Para piorar sua situação, o alemão Nico Hülkenberg cresceu demais na reta final, marcou 32 pontos nas últimas sete provas e terminou com 17 pontos a mais que o escocês.

Di Resta começa 2013, seu terceiro ano como titular da Force India no Mundial de F1, determinado a se recuperar da má fase do fim de 2012. Por isso, cobra demais de si mesmo um desempenho melhor, para poder, enfim, provar seu valor na elite do automobilismo internacional.

Paul di Resta quer deixar para trás a maré de azar que o atingiu em 2012 (Foto: Force India)

“Por qualquer que seja o motivo, nada deu certo no fim da última temporada. Você sempre se lembra mais do fim do ano do que do começo, e também do meu acidente [no GP do Brasil]. Fiz algumas boas corridas, apresentei um bom ritmo, mas não deu resultado”, reconheceu Di Resta em entrevista à ‘Press Association Sport’.

“Passei por tempos complicados, daqueles em que você apenas precisa cavar fundo e, eventualmente, sai. Estou esperançoso de que esse ano vai ser o ano”, disparou. “É claro que a pressão está sobre mim. É meu terceiro ano na F1, mas, como sempre, ninguém coloca mais pressão em mim do que eu mesmo”, completou o escocês.

Neste ano, Di Resta terá como companheiro de equipe outro alemão, Adrian Sutil. Foi com ele que Di Resta dividiu os boxes da Force India em seus dois primeiros anos na F1, antes do germânico se afastar da categoria por um problema judicial para retornar em 2013.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube