Direção de prova pune Verstappen por acidente com Hamilton no GP da Itália

A direção de prova considerou Max Verstappen culpado pelo incidente com Lewis Hamilton durante o GP da Itália e o puniu com a perda de 3 posições no grid do GP da Rússia, dentro de duas semanas

Lewis Hamilton e Max Verstappen batem: carro da Red Bull fica sobre o da Mercedes (Vídeo: F1)

Cerca de duas horas depois do desfecho do GP da Itália, a direção de prova deu seu veredito sobre o incidente que envolveu Lewis Hamilton e Max Verstappen na corrida deste domingo (12) em Monza. Depois de reunião com os comissários, os pilotos e membros das equipes Mercedes e Red Bull, Verstappen foi considerado culpado pela colisão e foi punido com a perda de três posições no grid do GP da Rússia, que acontece em duas semanas no circuito instalado no Parque Olímpico de Sóchi.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A punição imposta a Verstappen traz a perspectiva de um movimento já aguardado pela Red Bull, que há semanas planeja a troca de motor do carro do holandês. A substituição já é esperada desde o desfecho do GP da Hungria. O uso do quarto motor acarretaria a perda de todas as posições do grid, e a punição prevista para o GP da Rússia faria a Red Bull aproveitar o ensejo.

Pouco depois do desfecho da incrível corrida nesta tarde em Monza, vencida por Daniel Ricciardo, da McLaren, os dois grandes rivais na luta pelo título culparam um ao outro pelo incidente. Hamilton disse que Verstappen não cedeu na disputa por posição na chicane da curva 1, enquanto o holandês, líder do campeonato com 5 pontos de vantagem para Lewis, disse que o britânico o espremeu naquele setor do circuito.

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; ACIDENTE; HALO; GP DA ITÁLIA; MONZA; F1; FÓRMULA 1;
Imagem aproximada mostra como halo salvou vida de Lewis Hamilton em acidente com Max Verstappen (Foto: AFP)

“O carro #44 estava saindo dos pits. O carro #33 estava na reta principal. 50 metros antes da curva 1, o carro #44 estava significativamente à frente do #33, que pisou no freio mais tarde e ficou lado a lado com o #44, mas sem nunca ficar à frente”, disse o comunicado da FIA.

“O piloto do carro #33 afirmou que a culpa era do #44, que abriu o volante na curva 1 e o espremeu na curva 2. O piloto do carro #44 disse que o do #33 tentou ultrapassar tarde demais e deveria ter desistido da curva”, seguiu.

“Na opinião dos comissários, a manobra do carro #33 veio tarde demais, significando que não havia o direito de ter espaço [na curva 2]. O carro #44 podia virar mais o volante para evitar o acidente, mas os comissários determinaram que o posicionamento foi sensato, significando que o #33 tem a maior parte da culpa”, finalizou.

Além da punição com a perda de três posições no grid em Sóchi, Verstappen acumula agora seus dois primeiros pontos na carteira de punições, com validade de 12 meses.

A F1 segue em duas semanas, nos dias 24-26 de setembro, com o GP da Rússia.

GP DA ITÁLIA: TUDO SOBRE A CORRIDA | Briefing

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar