Diretor da F1 aplaude rivalidade entre Hamilton e Verstappen, mas evita julgar acidente

Ross Brawn, diretor-esportivo da Fórmula 1, não apontou culpado no acidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, e apenas lamentou que uma grande batalha entre os dois foi “roubada” pelo choque

Hamilton resiste após batida com Verstappen e vence GP da Inglaterra (Vídeo: Reuters)

Ainda com o acidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen na lembrança, Ross Brawn, diretor-esportivo da Fórmula 1, se juntou outras do paddock para comentar o caso. Sem apontar culpados ou inocentes, Brawn afirmou que o abandono de Verstappen “roubou uma batalha” emocionante aos fãs para o GP da Inglaterra.

Em sua coluna no site oficial da Fórmula 1, o diretor evitou se posicionar a respeito das punições ou da culpa de Hamilton no choque. Brawn também reiterou que ao longo do campeonato, as partes já haviam disputado de forma dura, e que espera que o título seja decidido nas corridas, e não com punições ou batidas.

“Como em todos os casos desta natureza, sempre terá uma série de opiniões apontando os erros e os acertos. O que está claro é que nos roubaram uma batalha emocionante, e que ninguém quer ver um campeonato decidido em batidas e punições. Neste caso, havia muitos riscos para ambos os pilotos”, analisou Brawn.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Max Verstappen tocou em Lewis Hamilton na largada (Foto: Reprodução)

“E isso é algo que os dois irão refletir. Espero que possamos evitar acidentes assim no futuro, porque penso que nos negaram uma batalha fantástica hoje. Eles se desafiaram de forma dura durante meia volta, foi emocionante. Peço que imaginem como seria dramático se fosse assim durante toda a corrida. Vimos os dois postulantes ao título disputando roda com roda mais uma vez, porém desta vez acabou em uma batida”, disse Brawn.

Após o choque de 51G, Verstappen deixou os restos do RB16B zonzo, porém, conseguindo andar normalmente, fato este celebrado por Brawn. “Foi um alívio gigantesco vê-lo saindo do carro andando antes de ir ao hospital para fazer o check-up”, concluiu.

Levado ao hospital para exames detalhados, Verstappen não sofreu maiores danos, foi liberado no mesmo dia e já se encontra em Mônaco, onde mora, para terminar a recuperação.

BATIDA ENTRE HAMILTON E VERSTAPPEN ROUBA CENA NA INGLATERRA. E MUDA TUDO NA F1? | Paddock GP #248

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar