F1

Diretor da Honda fala em “ano muito importante” e mira primeira vitória com Red Bull “por volta do verão”

Diretor-geral de competições da Honda, Masashi Yamamoto falou em conquistar a primeira vitória com a Red Bull “por volta do verão”. Dirigente considerou que 2019 é um ano muito importante para a fábrica nipônica

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Diretor-geral de competições da Honda, Masashi Yamamoto colocou como meta vencer a primeira corrida com a Red Bull antes das férias de verão da F1. A construtora nipônica passou a fornecer seus motores para o time dos energéticos neste ano.
 
Depois de uma tumultuada parceria com a McLaren, a Honda passou a atender a Toro Rosso no ano passado e, já na primeira corrida com a Red Bull, conseguiu seu primeiro pódio na era dos motores V6 turbo, com um terceiro lugar de Max Verstappen no GP da Austrália.
 
Falando à revista britânica ‘Autosport’, Yamamoto afirmou que 2019 é um ano importante para a Honda e ressaltou que a fábrica trabalha com metas diferentes para Red Bull e Toro Rosso.
Depois do pódio de Max Verstappen, Honda já sonha com vitória (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Este é um ano muito importante para nós, porque começamos com dois times pela primeira vez na era hibrida”, disse Yamamoto. “Agora nós temos uma situação onde podemos tentar expressar como a Honda tenta vencer”, seguiu.
 
“Nós esperamos fazer isso se tornar realidade, talvez por volta do verão. Tomara, é o que queremos”, declarou. “Nós temos a chance de mostrar a nossa filosofia para vencer”, frisou.
 
Vindo de um pódio com Max Verstappen na abertura da temporada na Austrália, a Honda evitou traçar metas específicas, mas garantiu que esta não é uma tentativa de conter as expectativas.
 
“Não estamos tentando manter as expectativas baixas”, garantiu Yamamoto. “Mas corrida é resultado, o que importa é o resultado. Podemos ver tudo no resultado. Temos de acumular a tecnologia e o desempenho para a corrida”, apontou.
 
“Nossa sensação honesta é de que não atingimos o nível de Ferrari e Mercedes como unidade de potência. Temos de ir além”, reconheceu.
 
Além de sonhar com uma vitória com o time dos energéticos, Yamamoto reconheceu que a expectativa é também de que a Toro Rosso se consolide na parte da frente do pelotão intermediário.
 
“Nós temos metas diferentes com os dois times”, falou. “Em termos de Red Bull, eles são uma equipe top: bons pilotos, gestão e chassi. Então temos de fazer um bom motor enquanto Honda”, continuou.
 
“Se pudermos fazer isso, acho que podemos chegar a vitória com a Red Bull. É isso que temos de fazer”, insistiu. “Em termos de Toro Rosso, nós estabelecemos uma relação no ano passado. Achamos que estamos no caminho da melhora. Algo como um pódio ou perto dessas posições com a Toro Rosso, podemos mostrar nosso progresso. Cada time tem direções ou alvos diferentes”, encerrou.