F1

Diretor da McLaren conta que trabalho na fábrica continuou normalmente durante Natal e elogia “esforço fantástico”

O diretor de operações da McLaren, Simon Roberts, afirmou que a equipe não parou nem para o Natal, tendo em vista entrar no calendário após o encurtamento do período de desenvolvimento do carro. Mesmo recebendo a visita do Papai Noel em Woking, o pessoal da McLaren ficou satisfeito
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Linda foto da McLaren de Jenson Button (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Para escapar da temporada 2015 medonha que fez, a McLaren está fazendo hora extra na fábrica em Woking. Mas mais do que isso: desde que a F1 resolveu adiantar o calendário de 2016, os trabalhos estão a todo vapor. Para acabar com o atraso, a fábrica não parou sequer na hora de receber o Papai Noel.
 
É isso mesmo. Nos dias 24 e 25 de dezembro, enquanto basicamente o mundo todo parava para curtir o feriado de Natal, a McLaren multiplicou turnos e manteve todo mundo trabalhando para o time voltar para 2016 sem atrasos no calendário de desenvolvimento do carro.
 
Quem contou foi o diretor de operações do time de Woking, Simon Roberts. Ele admitiu que a McLaren não estava pronta quando recebeu a notícia da antecipação do calendário e teve de se adequar da forma que deu. Mas o pessoal da fábrica nem reclamou, segundo Roberts, que acabou surpreso com a boa atmosfera que encontrou.
McLaren não parou sequer no Natal (Foto: Getty Images)
"Nosso programa não foi feito com isso em mente, então sabíamos que havia um problema para resolver. Em termos do nosso design e capacidade de engenharia, é um exercício de replanejamento relativamente direto - há menos tempo para fazer o trabalho, então todo mundo trabalha um pouco mais duro", falou. 
 
"Mas o calendário de construção está num caminho crítico - precisa passar pelos testes de segurança da FIA e estar pronto para o primeiro teste, que também foi adiantado. Nesta situação, não dá para planejar de novo, você precisa fazer alguma coisa diferente", disse.
 
"Em termos simples, colocamos uns oito turnos de trabalho de volta no programa por um período de cinco dias - um esforço fantástico. No total, umas 110 pessoas estavam envolvidas. E cuidamos dos nossos empregados que trabalharam no Natal com um pacote competitivo", seguiu.
 
"Tivemos uma boa resposta, o pessoal pareceu gostar - foi um pouco estranho não ter folga, mas havia um bom espírito. Todo mundo sabia o motivo do que estava fazendo, isso abriu o caminho. Mais que isso, significou que, uma vez que voltamos do ano novo, estávamos de volta ao tempo certo. Pareceu que o programa sempre esteve desta forma. Um trabalho incrível", encerrou.
 
O resultado do trabalho será o lançamento online do carro de 2016 em 21 de fevereiro, um dia antes do inícios dos testes de pré-temporada em Barcelona. A temporada começa com o GP da Austrália em 20 de março.
 
VIU ESSA? PILOTO DÁ SURRA EM RIVAL EM PROVA DE MOTO