Diretor da McLaren diz que testes com novos pneus não vão interferir em preparação para GP do Canadá

Nos treinos livres desta sexta-feira, em Montreal, as equipes receberão dois jogos extras de pneus da Pirelli, que avaliará as mudanças que pretende fazer nos compostos

As equipes do Mundial de F1 terão dois jogos extras de pneus para usar durante os treinos livres desta sexta-feira em Montreal, no Canadá. Esses jogos são protótipos das mudanças que a Pirelli pretende implantar nos compostos a partir do GP da Inglaterra, cujo objetivo é melhorar a segurança dos mesmos. E avaliar a nova fórmula desenvolvida pela fornecedora italiana não atrapalhará o cronograma das equipes, afirmou Sam Michael, diretor esportivo da McLaren.

“Tudo se encaixa perfeitamente, para ser honesto,” declarou o dirigente. O inglês atentou para a dinâmica das sessões livres das outras etapas do ano para sustentar a tese.

Novos pneus da F1 serão testados no fim de semana do GP do Canadá (Foto: Getty Images)

“Se você olhar para a média das primeiras corridas, os times não usam muito a pista nos primeiros 30, 45 minutos da sessão, pois você está poupando pneus e esperando a pista ficar limpa. Normalmente, você faria isso no circuito de Montreal, que não é usado com muita frequência”, destacou.

A única coisa que deve ser alterada é que alguns testes aerodinâmicos terão de ser realizados na manhã de sábado. “Mas não é problema algum”, minimizou.

“Será interessante usá-los [os novos pneus]. As equipes vão checar coisas como o uso dos pneus, a temperatura, as mudanças de piso e também se há alguma mudança aerodinâmica,” completou Michael.

Para a sétima etapa do Mundial de F1, a Pirelli escolheu levar os compostos macios e médios. A corrida será disputada a partir das 15h (de Brasília) do próximo domingo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube