Diretor da Mercedes elogia atitude de Rosberg e garante: “Não temos nenhuma controvérsia na equipe”

Toto Wolff exaltou o comportamento de Nico Rosberg no controverso GP da Malásia. O piloto alemão acatou a orientação da equipe e não ultrapassou Lewis Hamilton no fim da corrida em Sepang. Segundo o austríaco, o ambiente dentro da equipe é bom

Há 20 anos, Senna vencia GP do Brasil pela segunda e última vez

Nico Rosberg certamente não ficou muito satisfeito por ter sido orientado pela Mercedes a não ultrapassar Lewis Hamilton e terminar o GP da Malásia no pódio, mas ganhou muitos pontos dentro da equipe por não ter desobedecido ao comando de Ross Brawn. Esse é o ponto de vista do chefão da escuderia de Brackley, Toto Wolff. O dirigente austríaco disse ter entendido a insatisfação de Rosberg, mas exaltou a atitude do seu piloto, que não atacou seu companheiro de equipe mesmo tendo um carro mais rápido.


“Como piloto, no seu íntimo, ele não está feliz com isso”, comentou Wolff em entrevista concedida à revista britânica ‘Autosport’. 
Harmonia: Wolff garantiu que não há qualquer controvérsia dentro da Mercedes (Foto: Mercedes)

“Mas ele entende porque essa chamada [no rádio] foi feita. Todos nós estamos crescidos e eles estão crescidos. Eles são esportistas profissionais e entendem que, às vezes, pode haver certa controvérsia em uma determinada situação”, explicou o chefão da Mercedes, que deixou claro que a harmonia dentro da equipe continua boa.

Wolff lembrou que a Mercedes veio de uma temporada difícil e não poderia se dar ao luxo de desperdiçar um grande resultado, como o que foi alcançado na Malásia. Com o terceiro lugar de Lewis e o quarto de Rosberg, a equipe soma 37 pontos e está em quarto no Mundial de Construtores, mas a apenas três de Lotus e Ferrari.

“Obviamente, como piloto, você não fica feliz, já que você poderia ter ido mais rápido, mas você também tem de ter em mente que isso tem a ver com a equipe e de onde a equipe veio”, comentou o dirigente. “Imagine as duas Red Bull batendo: eles ficariam parecendo idiotas. Então, adotamos uma abordagem mais conservadora. Levando em conta onde estávamos ano passado, foi uma boa chamada”, avaliou.

“Após a corrida, Ross e eu sentamos com os pilotos e não há problema algum. Estou feliz pelo fato de não termos este problema. Temos dois companheiros que têm boa relação um com o outro; temos um piloto como Nico, que aceitou a decisão que não foi a mais satisfatória para ele”, entendeu Wolff que, ao fechar a entrevista, foi enfático. “Não temos nenhuma controvérsia na equipe”.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube