Diretor da Mercedes minimiza desempenho na pré-temporada e diz que “Red Bull não mostrou nada”

Toto Wolff foi mais um a avaliar os testes da pré-temporadas como pouco conclusivos e procurou ser realista ao dizer que as perguntas só começarão a ser respondidas em Melbourne, na próxima semana

Novo acionista da Mercedes e substituto de Norbert Haug como diretor-esportivo, Toto Wolff manteve a cautela adotada por toda sua equipe e procurou minimizar ao máximo o bom desempenho dos W04 nos testes da pré-temporada. Depois de um começo difícil em Jerez, Lewis Hamilton e Nico Rosberg apresentaram boa performance em Barcelona, com o piloto alemão ficando com a melhor marca e a maior quilometragem, impressionando muitas equipes rivais e especialistas.

Pat Fry, diretor-técnico da Ferrari, disse à revista ‘Speed Week’ que a “Mercedes parece muito forte”. Entretanto, Wolff prefere pisar no freio da empolgação. “Eu tenho de minimizar isso porque eles [os testes] não foram muito realistas”, comentou o austríaco em entrevista à agência ‘DPA’. Toto lembrou que os testes da pré-temporada dificilmente aponta algo que vira realidade ao longo do ano, não sendo o melhor termômetro antes do início do Mundial.

Apesar do bom desempenho do W04, o clima é de cautela na Mercedes (Foto: Getty Images)

Sobre a Red Bull, Wolff entende que os rivais esconderam o jogo. “A Red Bull, por exemplo, não mostrou nada. Até Melbourne, nós não saberemos o que está acontecendo”, afirmou o novo diretor-esportivo da Mercedes.

Hamilton foi na mesma linha do patrão e minimizou o desempenho da Mercedes nos testes. “Não há razão alguma para ficar impressionado. As pessoas não devem ficar muito animadas. É importante que todos tenham os pés no chão”, disse ao diário espanhol ‘El Confidencial’. Na contramão do discurso-padrão da Mercedes, Rosberg se mostrou muito otimista com a nova Flecha de Prata e se mostrou em dúvida quanto ao potencial dos taurinos. “A grande incógnita é a Red Bull”, definiu Nico.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube