F1

Diretor da Toro Rosso exalta “grande ajuda” de Kvyat e diz que “tempo que passou na Ferrari vai nos beneficiar”

Daniil Kvyat tem agradado seus chefes. Jody Egginton, diretor-técnico da Toro Rosso, ressaltou o bom trabalho que o russo tem desempenhado em sua volta ao time, reforçando que sua passagem pela Ferrari como piloto de desenvolvimento é bastante positivo

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Daniil Kvyat voltou com o pé direito à Toro Rosso. Jody Egginton, diretor-técnico da equipe, encheu o russo de elogios, ressaltando o excelente trabalho que tem feito e como o período que passou na Ferrari foi positivo.
 
O piloto passou a defender a equipe satélite da Red Bull em 2014. No ano seguinte, foi promovido para o time principal, mas acabou rebaixado de volta em 2016, sendo chutado definitivamente no meio da temporada 2017.
 
Em 2018, chegou a assumir o cargo de piloto de desenvolvimento da Ferrari, mas a verdadeira segunda chance chegou mesmo neste campeonato, quando foi chamado mais uma vez para defender a Toro Rosso ao lado do novato Alexander Albon.
Daniil Kvyat (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
De olho no histórico do russo e no ano em que ficou afastado da Fórmula 1 como titular, Egginton afirmou que o piloto só tem a somar no time. “Ele passou muito tempo no simulador da Ferrari e isso vai nos beneficiar”, falou.
 
“Quando um piloto volta após um tempo longe, ele tem novas experiências e nova visão, e no tempo em que ficou afastado Daniil refletiu sobre algumas coisas e realmente focou. Seu feedback tem sido muito útil, pois tem boas referências de sua antiga passagem conosco. Ele tem sido bastante claro sobre o que sente do carro inicialmente”, seguiu.
 
“Ele está fanaticamente motivado e tem feito um ótimo trabalho. Realmente apreciamos isso. É bom tê-lo com alguma experiência, nos lembrando de algumas coisas, e dado sólidos feedbacks e trabalhando fantasticamente bem com Alex. Ele é uma grande ajuda para a equipe”, encerrou.