Diretor da Williams admite que não vê equipe vencendo em 2013, mas diz que pode disputar título em dois anos

Estabelecendo uma meta que chamou de realista, Toto Woff, diretor-executivo da Williams, diz que não enxerga a equipe vencendo provas na próxima temporada, mas vê a equipe com chances de título com a mudança de regulamento para 2014

Para 2014, já está certa a mudança no regulamento da F1. Entre o que foi acertado, a introdução dos motores V6 turbo no lugar do atual V8, além de várias alterações técnicas, o que vai deixar os carros bem diferente do que é visto atualmente nas pistas. Querendo se aproveitar de tudo isso, Toto Wolff, diretor-executivo da Williams, acredita que a equipe pode usar as mudanças à seu favor para voltar à luta pelo título.

"A equipe deu um grande passo à frente com o motor e com as pessoas novas que estão conosco. Agora tudo começa a funcionar perfeitamente”, disse Wolff ao site ‘ESPNF1. "Nós vamos continuar contratando pessoas e é uma questão de tempo para levar a equipe para frente [do grid]. Acho que 2014 vai ser uma grande mudança no regulamento de modo geral. Acho que todos nós estamos nos preparando para isso, ter um pacote muito competitivo para ser uma das equipes do topo”, afirmou.

Wolff diz que meta da Williams para 2013 é terminar entre os quatro melhores do campeonato (Foto: Williams/ Glenn Dunbar/LAT Photographic)

Sabendo que a meta de vencer corridas na próxima temporada é muito ousada, tudo que Wolff pede é mais consistência à equipe. Tudo para desafiar Red Bull, McLaren, Ferrari, Mercedes e Lotus com mais força em algumas corridas de 2013.

"Eu acho que a meta deve ser realista. Vencer corridas é muito difícil. Na verdade não é, você só tem que se qualificar na frente e tudo fica mais fácil. Acho que ser regular, consistente, ficar entre o pódio e a sexta colocação, é um bom passo para o próximo ano. Acabando entre os cinco primeiros do campeonato, talvez quatro melhores, seria uma boa meta”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube