Diretor da Williams destaca melhora de Ferrari e Sauber e aponta unidade de força como motivo: “É bem claro”

Rob Smedley, diretor do departamento de engenharia de desempenho da Williams, mostrou até certo espanto com a melhora rápida e grande apresentada pela unidade de força Ferrari. Segundo ele, claramente a explicação para Ferrari e Sauber estarem tão melhores que ano passado

A melhora evidente das unidades de força da Ferrari chamou a atenção durante o final de semana de abertura da temporada na Austrália. O terceiro lugar de Sebastian Vettel, à frente de Felipe Massa, assim como o quinto lugar da Sauber de Felipe Nasr, à frente da Red Bull de Daniel Ricciardo, foram destacados pelo diretor de engenharia de desempenho da Williams, Rob Smedley.
 
O engenheiro, que até 2013 trabalhava com Massa na escuderia do Cavallino Rampante, mostrou certo espanto com a melhora rápida e poderosa dos hoje rivais. E também com a Sauber, equipe de consideravelmente menos investimento. A conexão entre as duas é clara: a unidade de força.
Ferrari impressionou Rob Smedley (Foto: Getty Images)
"Se você analisar os dois times que tiveram uma grande melhora, são Ferrari e Sauber. E qual a ligação? É bem claro que a unidade de força Ferrari deu um grande passo à frente", disse Smedley.
 
Além de Smedley, Massa também já havia demonstrado espanto com o novo motor Ferrari.
 
Apesar de melhora, a Ferrari ficou apenas três pontos à frente da Williams após o GP da Austrália, ainda que Valtteri Bottas não tenha sequer largado. Isso, porque Kimi Räikkönen teve problemas e precisou abandonar.

Atrás de ambos, a Sauber é a terceira. Além do quinto lugar de Nasr, Marcus Ericsson foi o oitavo colocado. Dois pilotos pontuando após todo um 2014 sem marcar um tento sequer pela primeira vez na história de duas décadas.

MUDANÇA DE HÁBITO

Engana-se quem pensa que Jacques Villeneuve tem um dilema quando tem de escolher a corrida de maior valor na vitoriosa carreira. Não se trata na vitória na Indy 500 nem de qualquer uma no ano em que foi campeão na F1. Foi em Interlagos, mas não no GP do Brasil. E na Stock Car. Há quatro anos, Villeneuve nem foi bem na Corrida do Milhão. Mas foi naquele fim de semana onde conheceu Camila. Sua mulher e mãe de dois filhos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube