Diretor de corridas, Boullier explica que, na prática, trabalha como novo chefe da McLaren

Recém-contratado, Éric Boullier falou à Sky Sports que está efetivamente comandando a McLaren nesta pré-temporada enquanto Ron Dennis reformula a cúpula do time

Éric Boullier confirmou que é ele quem está comandando os trabalhos da McLaren na pré-temporada do Mundial de F1, exercendo as funções que eram de Martin Whitmarsh até o início do ano.

Ex-chefe da Lotus, Boullier foi contratado pela McLaren em janeiro e começou a trabalhar quase que imediatamente. Oficialmente, o francês ocupa o recém-criado cargo de diretor de corridas, mas as funções são semelhantes às do chefe de uma equipe.

Insatisfeito com a gestão de Whitmarsh, Ron Dennis, chefe da McLaren até 2009 e dono de 25% das ações da companhia, retomou o comando do grupo britânico no mês de janeiro. Desde então, Whitmarsh não apareceu mais como diretor do time, nem fisicamente, nem nos comunicados divulgados – seu futuro ainda é incerto.

O cargo de diretor-operacional, que também era de Whitmarsh, passou para as mãos de Jonathan Neale.

Ao retomar o poder, Dennis prometeu fazer uma análise profunda das necessidades do time e divulgar as mudanças em fevereiro.

Boullier veste as cores da McLaren nos boxes de Sakhir, no Bahrein (Foto: Getty Images)

Perguntado pela Sky Sports nesta quinta-feira (19), no Bahrein, Boullier disse que “sim, [o cargo de diretor de corridas] é definitivamente o de um chefe dentro e fora da pista” e que seu foco está na performance da equipe.

O francês afirmou que está trabalhando junto de Dennis para definir o novo formato da cúpula diretiva da McLaren.

“Os tempos mudaram e você não pode ter um chefe de equipe trabalhando sozinho hoje. Eu acho que os times estão crescendo e você tem que dividir responsabilidades para garantir que vai produzir o máximo possível. É isso que estou discutindo e o que Ron Dennis colocou na mesa”, explicou.

Em 2013, um carro fraco impediu que a McLaren levasse troféus para Woking pela primeira vez desde 1980. O melhor resultado foi o quarto lugar de Jenson Button no GP do Brasil, o último do calendário.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube