Diretor diz que críticas da Red Bull quanto aos pneus enfraqueceram posição da Pirelli em 2013

Paul Hembery, diretor de competições da Pirelli, não poupou críticas ao comportamento da Red Bull em 2013. O dirigente disse que as queixas severas da atual campeã prejudicaram a imagem da fornecedora italiana

Diretor de competições da Pirelli, Paul Hembery admitiu que a fornecedora não gostou e ficou ressentida com as críticas feitas pela Red Bull durante a temporada 2013 da F1. A equipe austríaca, de fato, foi uma das vozes mais vorazes contra a borracha italiana, porque achava que os novos compostos eram macios demais.

Após a pausa das férias na metade do ano, os atuais campeões voltaram ainda mais fortes e dominaram com nove vitórias consecutivas de Sebastian Vettel, que conseguiu também garantir o tetracampeonato por antecipação com o triunfo no GP da Índia. A segunda parte do Mundial foi marcada também por alteração na estrutura e construção dos pneus.

Hembery criticou comportamento da Red Bull em 2013 (Foto: Andrew Ferraro/LAT Photographic)

Hembery, entretanto, acredita que as críticas do time de Christian Horner enfraqueceram a posição da Pirelli frente ao esporte e admitiu que foi decepcionante conviver com isso, principalmente por causa do amplo domínio mostrado pela esquadra.

"Isso foi claramente decepcionante, porque todo mundo tinha o mesmo tipo de desafio, e isso era uma coisa verdadeira", disse o dirigente em entrevista à revista inglesa 'Autosport'.

"Depois, o que acompanhamos foi uma batalha entre equipes diferente do que estávamos autorizados a fazer ou do que não estávamos autorizados, e nós fomos apanhados por essa guerra entre os times", continuou. "Foi muito frustrante, especialmente porque eles dominaram o campeonato e venceram de forma convincente ― o que realmente abriu brecha para muitos comentários e discussões que não deveriam acontecer", completou.

"Somos parceiros e competidores, sempre dissemos que, se todas as equipes, ou o esporte em si, precisassem de uma mudança, nós faríamos, mas ter sido colocado sob pressão da mídia foi muito, muito ruim e decepcionante", acrescentou.

Embora a Pirelli tenha enfrentado duras queixas sobre a degradação severa dos pneus, o inglês insistiu que todos os envolvidos no esporte deveriam lembrar que os pneus foram um pedido das equipes e também dos comandantes da F1.

"Talvez, muitas às vezes, eles esquecem a razão pela qual fazem certas coisas. Isso é horrível. Se o esporte não te protege daquilo que ele mesmo solicitou a você, então é preciso fazer isso sozinho", encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube