carregando
F1

Diretor-técnico da Mercedes exalta postura “absolutamente impecável” de Hamilton na F1

James Allison, diretor-técnico da Mercedes, lembrou que Lewis Hamilton tem uma carreira marcada pela lisura na pista, praticamente sem o registro de manobras consideradas sujas contra seus rivais: “É sem precedentes ter todo esse sucesso sem nada que seja sequer sombra de um mau espírito esportivo”, disse o engenheiro

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
A história da Fórmula 1 mostra que mesmo pilotos laureados e donos de muitas vitórias e títulos têm na sua trajetória momentos bastante controversos. Ayrton Senna, tricampeão do mundo, ficou marcado também pela batida proposital em Alain Prost na ‘vingança’ ocorrida no GP do Japão de 1990, como resposta à fechada que levou do francês um ano antes em Suzuka. Michael Schumacher, por sua vez, protagonizou algumas polêmicas na carreira, como ter jogado o carro para cima de Damon Hill no GP da Austrália de 1994 — prova que marcou a conquista do seu primeiro título mundial — e ter tentado a mesma manobra contra Jacques Villeneuve no GP da Europa de 1997, porém sem sucesso. 
 
Entretanto, James Allison, diretor-técnico da Mercedes, lembra que Lewis Hamilton tem uma jornada na F1 “absolutamente impecável” e sem o registro de manobras que possam ser consideradas desleais. O piloto de 35 anos tem, de fato, um histórico de poucas manobras polêmicas na pista. Recentemente, o britânico foi punido por ter acertado a Red Bull de Alexander Albon no GP do Brasil de 2019 e perdeu o terceiro lugar em Interlagos. O troféu foi herdado por Carlos Sainz, da McLaren.
 
O engenheiro fez uma reflexão sobre a carreira de Hamilton durante entrevista concedida ao canal da Mercedes no YouTube. E exaltou o caráter do hexacampeão do mundo na sua disputa contra os adversários.
A incrível batalha de Pierre Gasly e Lewis Hamilton no desfecho do GP do Brasil (Foto: Honda F1)
“Tive a sorte de trabalhar com pessoas que tiveram a mais alta integridade. Acho que essa é uma característica que marca Lewis. Acho que ele é um dos pilotos mais veteranos do grid agora, ainda pilota como um dos mais jovens, mas em uma carreira de vários títulos e inúmeras vitórias, você vai ter de procurar muito um momento na pista em que vê Lewis fazer algo feio”, analisou o britânico.
 
“Você o verá fazer muitas coisas de tirar o fôlego, você o verá fazer muitas coisas corajosas. Mas você não vai ver qualquer batida ou qualquer tipo de artifício na forma como ele pilota”, disse Allison. “Espero que ele consiga manter isso pelo restante da sua carreira como piloto porque é uma marca absolutamente impecável”, exaltou.
 
O engenheiro considerou que a postura de Hamilton é rara até levando em conta o seu grande sucesso na Fórmula 1. “Acho que, entre vários campeões mundiais, também é sem precedentes ter todo esse sucesso sem nada que seja sequer sombra de um mau espírito esportivo. Acho impressionante”.
 
Na visão de um dos principais pilares da Mercedes na F1, mesmo que Hamilton esteja na fase final da carreira, ainda há tempo para outras grandes conquistas na F1. 
 
“Uma das coisas interessantes sobre Lewis é que ainda há muito por vir. Ele é abençoado por talentos físicos extraordinários para acompanhar sua dedicação mental, que é bastante incomum”, finalizou.

Paddockast #59
DUPLA IMPLACÁVEL: Daniel Serra e Ricardo Maurício


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.