F1

Do sofrimento do estado crítico à sobrevida brilhante: Pérez vê “futuro promissor” para Force India

Sergio Pérez lembrou os momentos complicados que a Force India viveu antes de mudar de dono e festejou o futuro bem mais promissor para a equipe indiana
Warm Up, de Interlagos / GABRIEL CURTY, de Interlagos
 Sergio Pérez (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
 
Sergio Pérez viveu altos e baixos em sua passagem com a Force India e, inclusive, na temporada 2018 com a equipe indiana. Antes do GP do Brasil, o mexicano falou da falta de perspectiva meses atrás e de como tudo mudou em poucos dias com a chegada do grupo de investidores liderado por Lawrence Stroll. Agora, o futuro é brilhante para os carros rosas.
 
Em coletiva, o mexicano relatou a complicação que afetou a equipe em bons meses do ano e explicou que a falência seguida da compra pelo grupo de investidores canadenses salvou o futuro do time.
 
"Muitas pessoas não percebem o sofrimento que passamos durante alguns meses. Não tínhamos melhora, não sabíamos se conseguiríamos terminar a temporada, foi bastante crítico. Então, é ótimo conseguir ter um futuro brilhante para a equipe depois disso. É bem promissor", disse.
Sergio Pérez está vendo um futuro brilhante para a Force India (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Para Pérez, a nova administração da Force India vai fazer a equipe sonhar bem mais alto em 2019 e, por mais que tenha perdido os pontos conquistados em boa parte da temporada 2018 por causa da falência, vê o time com um orçamento bem maior.
 
"Espero ótimas coisas. Acredito que vamos mostrar muito potencial do carro, da equipe. Nós estamos muito melhores do que no passado, devemos ser muito fortes desde o início, devemos ser capazes de desenvolver o carro também com um orçamento bem maior. Vejo bom progresso, estamos crescendo, o próximo ano é muito importante para nós e veremos quão longe conseguimos ir", respondeu ao GRANDE PRÊMIO.

O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.