F1

Domingo tem temperaturas amenas e ventos mais tímidos em Austin

Os preocupantes ventos perderam bastante força no domingo no Circuito das Américas. Além disso, o frio não está mais tão pesado quanto em outros dias, o que deve tornar o GP dos EUA menos imprevisível por condições externas

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O GP dos EUA deve ser um dos mais animados da temporada pelo grid misturado, pelo asfalto traiçoeiro, mas o clima deixou de ser um fator tão significativo assim. Isso porque, neste domingo (3), os ventos estão bem mais tímidos e a temperatura subiu um pouco.
 
A previsão do 'Accuweather' indica 20ºC para a hora da largada, oscilando bem pouco durante a prova, chegando a, no máximo, 22ºC. A umidade fica bem baixa, não passando dos 30%.
Valtteri Bottas larga na pole (Foto: AFP)
Os ventos, tão temidos sempre em Austin e que vinham sendo fator, devem ficar mais fracos do que no México, por exemplo. Eles devem rodar na casa dos 11 km/h.
 
O grid de largada tem Valtteri Bottas largando na pole tentando uma recuperação milagrosa no campeonato. Sebastian Vettel, Max Verstappen e Charles Leclerc também parte na frente de Lewis Hamilton, que está com o hexa na mão.

Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.