Dono da Haas mostra fim das dúvidas sobre competitividade da equipe e afirma: “Podemos correr com os adultos”

Gene Haas, o dono do time que leva seu sobrenome, andou bem preocupado com a capacidade de a Haas ser competitiva contra as equipes maiores, mas o sexto lugar do GP da Austrália deixou o milionário muito confiante

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Enfim a Haas estreou. Gene Haas, o dono da equipe, estava cheio das dúvidas até a pré-temporada sobre o que seu time conseguiria fazer como única equipe novata no meio de um grid de experientes. Após estrear com um sexto lugar para Romain Grosjean, Haas está agora extremamente confiante no que podem fazer.
 
Durante os dias de problema em Barcelona, o dono da equipe norte-americana falava da impossibilidade de andar o suficiente para brigar com as grandes. Depois do primeiro resultado, já muda a opinião. 
 
"Eu estava nervoso. Especialmente quando a corrida começou. Parecia que tinha alfinete em todo meu corpo, pensei em quantas coisas podiam dar errado aqui. Os carros são incrivelmente complicados, há um milhão de razões para você ter um problema, e, se deixar um deles passar, vai encerrar seu dia", disse.
Gene Haas durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira em Melbourne (Foto: Getty Images)
"Como deu para ver com Esteban, obviamente tivemos uma batida. Grosjean teve uma no sábado. Esses problemas nos confrontam, mas nós os ultrapassamos e ainda conseguimos fazer o trabalho. Estou confiante de que podemos correr com os adultos e nosso carro é bom. É competitivo, rápido, é um bom carro", disse.
 
Mas Gene sabe que nem sempre os bons momentos serão possíveis. Apesar de Esteban Gutiérrez ter sido envolvido no acidente de Fernando Alonso, Grosjean mostrou todos os bons ventos que uma corrida pode trazer a um time.
 
"Tivemos um bom dia, infelizmente não é sempre assim. Mas acho que o carro é bom. Creio que temos um chassi estável, o programa aerodinâmico é confiável, o motor tem potência – sei que a Ferrari se esforçou muito para refazer a engenharia do pacote do motor – acredito que temos um bom carro para o resto do ano", encerrou.
 
A temporada continua em 3 de abril com o GP do Bahrein.

 

VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube