Dono da Red Bull aposta em chassi e dupla de pilotos e coloca meta para Austrália: andar 0s5 atrás da Mercedes

Dietrich Mateschitz, proprietário da Red Bull, acredita que o time austríaco terá chances reais de brigar pelo campeonato de 2018 se começar o ano andando apenas 0s5 atrás da Mercedes, segundo o dirigente, ainda a equipe a ser batida

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Red Bull é, provavelmente, a equipe que mais evolui durante as temporadas. No entanto, os austríacos sabem que, para brigar por título, o time precisa ter inícios de campeonato mais sólidos. Pensando nisso, o proprietário da Red Bull Dietrich Mateschitz já estabeleceu uma meta logo para a estreia na Austrália: andar apenas 0s5 atrás da Mercedes.
 
Mateschitz explicou que essa distância em Melbourne seria reversível para o time da marca de energéticos posteriormente. O dirigente aposta bastante na qualidade do chassi e também na fortíssima dupla de pilotos formada por Max Verstappen e Daniel Ricciardo.
 
"Não sabemos exatamente o que a Mercedes fez até agora e nem quão grande está a vantagem deles, mas se a gente estiver 0s5 atrás deles na Austrália, vamos poder alcançá-los com o nosso chassi e os nossos pilotos. Se estivermos 1s atrás, aí já acho que a distância será muito grande para brigarmos por vitórias. No geral, acho que Ferrari e Red Bull se aproximaram da Mercedes", disse ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
Dietrich Mateschitz já criou suas metas para o início do campeonato (Foto: GEPA Pictures)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Verstappen acompanhou a linha de Mateschitz e colocou um começo melhor de campeonato como chave para a Red Bull poder, efetivamente, brigar pelo campeonato.
 
"Nós evoluímos muito durante a última temporada e fomos cada vez mais competitivos, então espero que a gente tenha conseguido reduzir ainda mais a vantagem deles. Ainda acho a Mercedes o time a ser batido, mas vamos começar melhor o ano que no ano passado. Então, digamos que a gente esteja 0s5 atrás deles, aí acho que poderemos brigar por vitórias em algumas pistas", seguiu.
 
Ricciardo também vê um bom início como necessário, mas vai além: quer o bom resultado já na corrida de casa, em Melbourne.
 
"Acho que um bom começo seria ideal para gente e indicaria que vem aí um grande ano. A chance de brigarmos pelo título existe, seria incrível começarmos com o pé direito para já mostrar a nossa força na Austrália", falou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube