carregando
F1

Dono da Red Bull diz que saída de Vettel acontece na hora certa e dá a entender que Vergne deve permanecer na Toro Rosso

Proprietário da Red Bull, Dietrich Mateschitz deu a entender que Jean-Éric Vergne deve ganhar uma segunda chance na Toro Rosso e afirmou que saída de Sebastian Vettel acontece na hora certa para ambas as partes

Warm Up / Redação GP, de Curitiba
Dietrich Mateschitz, proprietário da Red Bull, deu a entender que a Toro Rosso pode optar por manter Jean-Éric Vergne por mais uma temporada. O francês perdeu o lugar na equipe Faenza para 2015 quando o time decidiu contratar o jovem Max Verstappen para formar dupla com Daniil Kvyat. Só que a decisão de Sebastian Vettel de deixar a Red Bull no fim do ano mudou esse cenário.

Com a saída do tetracampeão, a equipe austríaca optou pelo russo, que vai dividir o time com Daniel Ricciardo a partir do ano que vem. Assim, uma nova chance se abriu na esquadra chefiada por Franz Tost.
Dietrich Mateschitz afirmou que saída de Vettel aconteceu na hora certa (Foto: Getty Images)
"É um grande argumento decidir por alguém mais experiente ao lado de um jovem piloto", afirmou Mateschitz em entrevista ao site speedweek.com, quando questionado sobre uma eventual segunda chance de Vergne.

O chefão da marca das bebidas energéticas também falou sobre Vettel e disse que a decisão do alemão aconteceu na "hora certa" para ambas as partes. "Nós já vínhamos percebendo há algumas semanas que algo se passava com Sebastian. Às vezes, é hora de mudar. Seb venceu quatro vezes conosco e ele chegou aqui muito jovem. Agora é hora de levarmos outro menino para o topo", disse.

"Quando a Seb, nós desejamos apenas o melhor. A separação foi feita em consenso e é boa para ambas as partes", completou.

Entende-se que Vettel assinou contrato com a Ferrari para o próximo ano.