Dupla da Mercedes reconhece que Ferrari agora é ameaça real e reforça: “Temos de levá-la a sério”

Depois da vitória dominante da Ferrari em Cingapura com Sebastian Vettel, Lewis Hamilton e Nico Rosberg concordaram que a equipe italiana precisa ser levada a sério e que representa uma ameaça real às pretensões da Mercedes em 2015

A Mercedes já vê na Ferrari uma ameaça real para a reta final da temporada 2015 da F1. Depois da assombrosa vitória de Sebastian Vettel no GP de Cingapura há quatro dias, a dupla da equipe alemã, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, concordaram que agora é preciso, mais do que nunca, ficar de olho na esquadra italiana. O time de Maranello já soma três vitórias no ano.
 
"Eles são, sim, uma ameaça e nós temos de levá-los a sério", disse Rosberg aos jornalistas, nesta quinta-feira (24), em Suzuka, onde a F1 disputa a 14ª etapa do campeonato. "Aliás, eles nos ameaçaram em vários momentos durante a temporada", completou o alemão, que está a 41 pontos do líder Lewis Hamilton, mas oito à frente de Vettel, o terceiro colocado.

"A Ferrari é muito forte e tem sido a nossa rival mais próxima. Eles são capazes de fazer qualquer coisa, então precisamos ter cuidado. Mas estou confiante para o restante da temporada"

Nico Rosberg falou com os patrocinadores da Mercedes nesta quinta-feira em Suzuka, no Japão (Foto: AP)
Hamilton, que viveu em Marina Bay seu primeiro abandono no ano, compartilhou das preocupações do colega de equipe. "Eu encaro seriamente essa ameaça da Ferrari desde a Malásia", disse o inglês, lembrando a primeira vitória ferrarista em 2015.
 
"Para mim, eles são uma ameaça desde Sepang, nada mudou com relação a isso. E nós sabemos disso e estamos levando a coisa a sério durante toda a temporada", acrescentou o piloto.
 
O líder do Mundial também foi questionado sobre a perda de ritmo da Mercedes em Cingapura. O britânico revelou que a equipe alemã analisou todos os dados e que uma série de razões provocou a má performance.
 
"Não posso dizer o que o time fez, mas eles trouxeram muitas soluções. Foram diversos fatores para o desempenho em Cingapura", disse Lewis. "A equipe acredita que foi uma espécie de efeito dominó. Agora, estamos confiantes de que compreendemos todos os problemas. De qualquer forma, o time vai continuar analisando todos os dados", finalizou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube