F1

Dupla da Red Bull tem “boa impressão” de atualizações na Espanha, mas admite “passo grande” de rivais

Max Verstappen e Pierre Gasly não fazem críticas ao novo pacote da Red Bull. Pelo contrário: os pilotos acreditam que a equipe austríaca deu um passo adiante. Mesmo assim, para Gasly, fica a sensação de que Mercedes e Ferrari também evoluíram bastante

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
A sexta-feira (10) da Red Bull foi, como para a maioria das equipes, um dia de experiências com um novo pacote de atualizações. Max Verstappen e Pierre Gasly ficaram satisfeitos com o que sentiram nos treinos livres em Barcelona, mas também concordam em outro aspecto: é necessário trabalhar mais ainda para fazer frente à evolução de Mercedes e Ferrari.
 
“Nós tentamos melhorar o carro e entender as atualizações, e acho que conseguimos”, disse Verstappen. “Tenho uma boa impressão a respeito das atualizações, que certamente funcionam. Os pneus também parecem funcionar bem. Nossas simulações de corrida foram ok e ainda precisamos achar mais ritmo, mas ainda temos a noite inteira para isso”, apontou.
 
No segundo treino livre, quando equipes e pilotos conseguem os melhores tempo de volta, a Red Bull se deparou com uma distância considerável em relação ao topo da tabela. Verstappen, quinto, foi 0s7 mais lento que Valtteri Bottas, líder. Gasly, sétimo, deveu 0s9 para o finlandês da Mercedes.
Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Mesmo assim, nada que tire o sono do francês da Red Bull, empolgado com a perspectiva de fazer o pacote de atualizações funcionar melhor.
 
“Foi só o primeiro dia de atividades, então ainda é cedo para tomar conclusões. Precisamos entender melhor nosso pacote. Está claro que Mercedes e Ferrari deram um passo bem grande. Mesmo assim, fizemos muitos testes hoje e precisamos analisar tudo ao longo da noite para deixar tudo pronto para amanhã”, encerrou.
 
Bottas liderou os dois treinos livres de sexta-feira em Barcelona. A Ferrari voltou a dever tempo para a Mercedes, ficando em terceiro e quarto com Charles Leclerc e Sebastian Vettel.