F1

"É a história sendo escrita": Hamilton credita vitória e dobradinha a Mercedes "que resolve as diferenças"

Lewis Hamilton venceu o GP da Espanha e creditou o triunfo à “incrível” Mercedes. O inglês voltou a liderar a tabela de tempos na terceira vitória em 2019. Para Hamilton, a equipe alemã está fazendo história na Fórmula 1

GRANDE PRÊMIO, de Barcelona / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
Ainda no Azerbaijão, depois de ter perdido a primeira colocação para Valtteri Bottas em uma disputa logo na largada, Lewis Hamilton disse que não seria mais tão generoso com o companheiro de Mercedes novamente. E não foi. Neste domingo (12), o pentacampeão, que ainda havia tomado 0s6 do mesmo Bottas na classificação, partiu de forma segura da segunda posição e, sem nem mesmo mudar de direção na longa reta principal do circuito de Barcelona, contornou a primeira curva na frente e não mais se permitiu ser ameaçado. Foi a terceira vitória do inglês em 2019 e a 76ª da carreira.
 
Com o triunfo no GP da Espanha, o terceiro consecutivo, Hamilton também reassumiu a liderança na classificação da F1, agora soma 112 pontos contra 105 do colega finlandês, que cruzou a linha de chegada em segundo, garantindo a quinta dobradinha da Mercedes na temporada - mais um recorde para os prateados. Por isso, após a bandeirada, Lewis prestou um tributo ao time. "É a história sendo escrita", celebrou.
O pódio do GP da Espanha (Foto: AFP)
"Eu tenho de colocar isso na conta dessa equipe incrível", afirmou o britânico. "Essa é a história sendo feita com outra dobradinha. Estou realmente muito orgulhoso de todo mundo pelo grande trabalho feito aqui", completou.
 
"Tem sido corridas muito difíceis até aqui. Temos um ótimo carro, mas também nos damos bem como equipe e conseguimos resolver todas as nossas diferenças, para contornar sem problemas a primeira curva", falou, se referindo à disputa com Bottas.
 
A largada, aliás, foi considerada como o ponto chave para a etapa espanhola. "Foi um começo interessante. Foi tudo muito próximo, eu vi o carro vermelho por fora, então não tinha ideia se conseguiriam contornar à frente. Eu sabia que Valtteri iria frear muito tarde, então apenas tive cuidado com isso", explicou Hamilton.
 
O #44 ainda teve tempo para falar sobre a relargada, após a entrada do safety-car na parte final da corrida, por conta de um incidente envolvendo Lance Stroll e Lando Norris. "Tinha acabado de fazer um pit-stop e aí teve o reinício, então apenas cuidei para manter os pneus aquecidos e fazer logo uma volta muito rápido. Não tinha feito ainda a melhor volta de uma corrida neste ano", acrescentou.
 
O giro mais veloz da prova, feito em 1min18s492 na volta 54, rendeu mais um ponto ao piloto da Mercedes.

A sexta etapa da temporada 2019 do Mundial de F1 acontece em 15 dias com o mais tradicional evento do calendário, o GP de Mônaco. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo 

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.