Ecclestone afirma que “seria genial” para F1 ter no grid terceira geração de pilotos da família Hill

De olho no jovem Josh Hill, que neste ano vai disputar a temporada 2013 da F3 Europeia, Bernie Ecclestone já imagina o jovem como representante da terceira geração da família na F1

A família Hill é uma das mais vencedoras e tradicionais na história da F1, sendo que é a única, em mais de 60 anos de categoria, a se sagrar campeã mundial com dois pilotos: Graham Hill, bicampeão em 1962 e 1968, e seu filho Damon, que chegou à glória em 1996 correndo pela Williams. Neste ano, os Hill terão uma terceira geração nas pistas e serão representados por Josh, filho de Damon, que disputará neste ano a F3 Europeia.

Bernie Ecclestone, de olho no impacto que uma terceira geração da clássica família Hill poderia causar na F1, deixou claro que gostaria de ver um dia Josh Hill no grid da principal categoria do automobilismo mundial.

Bernie já está de olho em Josh Hill, filho de Damon e neto de Graham (Foto: Facebook/Josh Hill)

“Tomara que o filho de Damon Hill consiga entrar na F1”, afirmou Bernie em entrevista ao jornalista Christial Sylt, editor do Formula Business e do diário britânico ‘City AM’. “Seria genial, fantástico”, definiu o dirigente máximo da F1.

A primeira chance de Josh Hill na F1 pode acontecer no fim desta temporada e, curiosamente, por uma equipe pela qual jamais correram seu pai e seu avô. Caso conquiste o título da F3 Europeia, Josh ganhará um teste pela Ferrari como prêmio pelo título. Desta forma, o jovem britânico colocaria pela primeira vez de forma oficial o lendário capacete preto em um carro construído em Maranello.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube