Ecclestone diz que F1 2020 “não é campeonato de verdade” por calendário confuso

Bernie Ecclestone entende que, mesmo com todos esforços da F1, a temporada 2020 será “engraçada”. O ex-chefão da categoria diz que o título não vai ter o mesmo valor de outros, já que pode ser conquistado “por sorte”

A Fórmula 1 tenta manter o campeonato de 2020, já muito afetado pela pandemia do coronavírus. Provas foram canceladas ou adiadas e será necessário realizar rodadas duplas para ter um número razoável de GPs. Bernie Ecclestone, ex-chefão da categoria, não gosta do que vê: é hora de abandonar a temporada por completo, já que a disputa nem será “de verdade”.
 
“É um campeonato engraçado, não é?”, apontou Ecclestone, entrevistado pelo jornal britânico ‘Evening Standard’. “Você teria um GP da Áustria numa semana e na próxima seria a mesma coisa, mas com outro nome. Quando olharem o campeonato, alguém vai vencer, mas sem saber muito bem o que venceu. As pessoas sempre vão falar que foi uma título por sorte porque não foi um campeonato de verdade”, seguiu.
Bernie Ecclestone não apoia a realização de uma temporada em 2020 (Foto: Red Bull Content Pool)
Ecclestone faz referência à necessidade de realizar rodadas duplas e ao baixo número de GPs. A F1 tem como objetivo o mínimo de 15 corridas, o que tornaria 2020 o ano com menos provas de 1983. E, mesmo assim, não há nem mesmo como garantir que seja possível ir adiante.
 
“No começo disso tudo eu já pensava que não deveria haver um campeonato esse ano. Não é a F1 quem decide o que vai acontecer. O governo pode dizer ‘que pena, mas não vai dar’, talvez haja uma segunda onda do vírus. Tudo que foi planejado teria de parar. Essa temporada não é boa para ninguém e o maior problema é não saber quando terminar. Se alguém decide que termina em setembro ou outubro, você pode planejar. Mas como fazer planos agora? É tudo uma questão de esperança”, refletiu.
 
A F1 já tem quatro GPs cancelados, o mais recente sendo o da Holanda. Outras seis provas foram adiadas e ainda não tem garantia de realização em 2020. O objetivo da categoria é abrir os trabalhos em 5 de julho com um GP da Áustria de portões fechados.
 

 
Paddockast #62
QUAL O LUGAR DE VETTEL NA HISTÓRIA DA F1?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube