Em ano de estreia na F1, Bianchi coloca como meta ajudar Marussia na evolução da equipe no grid

Para ele, objetivo principal não pode ser bater Max Chilton, seu companheiro de equipe. O francês não prometeu nada para a abertura do campeonato, mas garante melhora do carro ao longo da temporada

Contratado pela Marussia após os problemas enfrentados com um dos investidores de Luiz Razia, Jules Bianchi fez apenas um dia e meio de testes com o MR02, novo carro da equipe. Situação muito diferente da enfrentada pelo seu companheiro de equipe, Max Chilton, que aproveitou a ausência de um segundo piloto para ganhar experiência.

Mas o francês não demonstrou preocupação com a pouca quilometragem pelo novo time e afirmou que a meta da temporada não é bater Chilton, mas ajudar a equipe a avançar no grid e tentar bater a Caterham, o que quase aconteceu em 2012.

Jules Bianchi visa melhora da Marussia no grid da F1 neste ano (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

“Obviamente, estamos sempre pilotando para ser rápido, mas não é apenas para bater seu companheiro de equipe no campeonato, mas para melhorar o carro e superar as outras equipes. Nós estamos tentando fazer o nosso melhor e vamos ver [se isso será possível]”, afirmou Bianchi

Negociando com a Force India antes do acerto com a Marussia, o piloto foi o único que teve a chance de andar em dois carros na pré-temporada. Perguntado sobre uma comparação entre as duas equipes, ele admitiu que seu atual time precisa melhorar, mas garantiu que isso vai acontecer ao longo do campeonato.

“Estamos tentando melhorar, mas precisamos de tempo antes de Melbourne. Talvez, vai ser um pouco apertado [para ver uma melhora na primeira prova do ano], porém, durante o campeonato, tenho certeza de que vamos melhorar muito”, finalizou o piloto que completou o grid da F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube