Em busca de último pódio na Red Bull, Ricciardo se frustra com quebras: “Estamos ficando sem corridas”

Daniel Ricciardo tem como meta conseguir um último pódio antes de deixar a Red Bull e partir para a Renault. Problemas mecânicos “duros de engolir”, como o do GP dos Estados Unidos, dificultam a missão e deixam o piloto chateado

Daniel Ricciardo tem apenas mais três corridas antes de se despedir da Red Bull e partir para a Renault. O australiano quer um último pódio antes de deixar Milton Keynes, mas se vê com um problema: com um carro que teima em sofrer com problemas mecânicos, o australiano teme não poder tomar um último banho de champanhe com a equipe.
 
O mais recente episódio da saga de Ricciardo foi nos Estados Unidos, quando o australiano teve uma falha na bateria já na volta 8. O australiano abandonou quando ocupava o terceiro lugar, com chances reais de alcançar aquele que seria o primeiro pódio desde a vitória no GP de Mônaco.
 
“Muitas vezes esse ano as coisas ficaram fora de controle, mas eu só posso continuar tentando”, disse Ricciardo. “A maior pena é que eu só tenho mais algumas corridas com a Red Bull e eu quero ter mais pontos altos do que tivemos até aqui. Eu quero poder celebrar com a equipe pelo menos mais uma vez, ir ao pódio e aproveitar essa sensação, mas nós estamos ficando sem corridas para isso, e é algo duro de engolir nesse momento”, lamentou.
Daniel Ricciardo ficou pelo caminho em Austin (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Ao abandonar na volta 8, Ricciardo precisou acompanhar dos boxes um fim de prova agitado. O companheiro Max Verstappen, mesmo largando em 18º, brigou pela vitória e cruzou a linha de chegada em segundo.

 
“Eu não conseguia nem me comunicar pelo rádio, então parece que foi uma falha da bateria. Vendo agora como a corrida se desenrolou, é ainda mais difícil de engolir. Podia ser bem interessante e foi uma grande tarde para o Max [Verstappen]. Não tenho muito mais a dizer, sinceramente. É muito frustrante abandonar tão cedo em uma corrida, parece que não tenho sorte alguma nesse momento”, encerrou.
 
A próxima chance de Ricciardo retornar ao pódio é o GP do México de F1, marcado para esta semana. O GRANDE PRÊMIO cobre a corrida ‘in loco’ neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.

E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube