Em risco ao atrasar renovação, Ricciardo aguarda ‘prova’ da Red Bull: “Quero ser campeão antes de ficar grisalho”

Daniel Ricciardo sabe que assumiu uma situação arriscada, mas não está preocupado com o que pode dar errado caso não vá bem no 2018 da Red Bull. Segundo Ricciardo, tudo parte do princípio que ele não gostaria de ficar preso a um time sem chances de fornecer um título da F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Não é segredo que a Red Bull quer garantir a permanência de sua dupla de pilotos atual até ao menos o fim da temporada 2020. Mas, como diz o ditado, 'faltou combinar com os russos'. Apesar de Max Verstappen ter firmado um novo contrato, Daniel Ricciardo não quer conversar. Antes que isso aconteça, a Red Bull terá que se provar – e o piloto está disposto a aceitar o risco que isso representa.

 
Em entrevista concedida para a revista norte-americana 'Racer', Ricciardo admitiu que não quer saber de conversar por enquanto. Ele sabe que a decisão promove um perigo de que um 2018 ruim o coloque em situação desfavorável no mercado, mas não mostra qualquer tipo de preocupação.
 
"Eu sei que há um risco. Se você vai deixando e não tem bom desempenho, então você começa a parecer cada vez menos desejado, corrida a corrida. Mas obviamente eu tenho confiança na forma como trabalho e no que posso fazer – acredito que terei bom desempenho", disse à revista.
 
A expectativa é ver se o time da marca dos energéticos consegue se provar um fator na disputa do título neste ano. Caso não aconteça, Mercedes e Ferrari podem crescer com Ricciardo. De qualquer maneira, Daniel não se mostra nem um pouco preocupado com o nível de pilotagem que mostrará no ano.
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
"No que diz respeito às minhas performances, não estou preocupado. É mais uma questão de que eu quero ser campeão mundial antes de começar a ter cabelo grisalho", afirmou. 
 
A pré-temporada da F1 acontece entre os últimos dias de fevereiro e primeiros dias de março, na Catalunha, enquanto a temporada começa oficialmente no último fim de semana de março, com o GP da Austrália.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube