Em visita, Todt diz que Indianápolis tem “todos os ingredientes” para receber GP de F1

Presidente da FIA, Jean Todt atendeu convite de Roger Penske e visitou Indianápolis. O dirigente ficou impressionado com a estrutura do autódromo, que volta a flertar com a Fórmula 1

Os flertes entre Indianápolis e Fórmula 1 seguem cada vez mais intensos. Meses depois de Roger Penske, novo dono do oval americano, marcar reunião para negociar uma possível mudança de sede do GP dos Estados Unidos, chegou a ver de Jean Todt partir para Indiana. O presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) fez visita na semana da Indy 500 e se disse impressionado com a estrutura do autódromo.

“O calendário é uma responsabilidade dos donos dos direitos comerciais, mas Indianápolis claramente tem todos os ingredientes, toda a estrutura para receber a Fórmula 1”, disse Todt. “O Roger Penske e seu grupo assumiram a direção e fiquei muito impressionado com o que vi nesta manhã. Eles melhoraram as coisas em um espaço muito curto de tempo. O Roger já fez muito com a estrutura, que já era impressionante antes”, destacou.

Indianápolis já declarou interesse em receber a Fórmula 1 novamente (Foto: Indycar)

Apesar do aparente interesse mútuo, ainda não há sinal claro da parte da F1 sobre um possível novo GP em Indianápolis. O que se sabe é que, como apontado por Todt, o autódromo só teria a acrescentar ao campeonato, e vice-versa.

“Indianápolis é uma espécie de Vale do Silício do automobilismo nos Estados Unidos. É claro que, caso a Fórmula 1 proponha uma corrida em Indianápolis, seria muito bom”, encerrou Todt.

Um novo acordo representaria a terceira passagem da F1 por Indianápolis. A primeira, entre 1950 e 1960, foi quando a Indy 500 estranhamente fazia parte do calendário, mesmo que raramente pilotos europeus estivessem dispostos a atravessar o oceano. A segunda, entre 2000 e 2007, foi já usando o traçado misto. O GP dos Estados Unidos só retornou em 2012, mas já usando o Circuito das Américas, em Austin.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube