Empolgado com GP do Brasil, Senna fala em “impulso extra” da torcida para conquistar bom resultado

Bruno Senna quer aproveitar o crescimento da Williams nas corridas finais do campeonato para sair de Interlagos dentro da zona de pontuação junto de seu companheiro de equipe, Pastor Maldonado

Prestes a disputar seu terceiro GP do Brasil, Bruno Senna disse que correr em casa tem um sabor diferente das demais corridas do campeonato. Com uma empolgação a mais em relação a outras etapas do Mundial, o piloto espera terminar o ano com um bom resultado no circuito paulistano.

“Estou extremamente empolgado para voltar para casa para a última corrida da temporada. Correr em casa sempre tem um sabor diferente e a energia e a empolgação que você sente da torcida é incrível”, exclamou o brasileiro, 16º colocado no campeonato. “Eu tive apenas duas chances para correr em casa na F1, mas em ambas as ocasições a multidão me deu um impulso extra”, acrescentou.

Décimo nos EUA, Bruno Senna corre atrás de seus primeiros pontos no GP do Brasil (Foto: Divulgação)

Senna destacou as características do Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, uma “pista que a maioria dos pilotos gosta” – apesar de muitas críticas serem feitas à estrutura do complexo. “É muito técnico e difícil de tirar o máximo, o que torna a competição mais excitante”, descreveu.

A atmosfera “latino-americana” criada pelo público em Interlagos foi destacada também por Pastor Maldonado, que costuma encontrar, aqui no Brasil, mais torcedores do que nas outras corridas, devido à proximidade com seu país natal, a Venezuela. “Sempre vejo várias bandeiras venezuelanas ao redor da pista e muitos venezuelanos em São Paulo, então me sinto um pouco como se estivesse correndo em casa”, disse.

Em termos de resultados, a dupla da Williams espera manter a sequência de boas apresentações das últimas duas corridas. “Nós melhoramos muito, espero que possamos continuar com essa tendência e terminar mais uma vez com os dois carros nos pontos”, afirmou Senna. “Toda a equipe quer terminar a temporada com um grande resultado e mergulhar no inverno em um bom momento”, encerrou Maldonado.

No GP dos Estados Unidos, em Austin, Maldonado e Senna cruzaram a linha de chegada, respectivamente, em nono e décimo. Foi a décima vez que o brasileiro terminou dentro da zona de pontuação, e a quinta do venezuelano. Contudo, a vitória no GP da Espanha, em maio, deixa Pastor em vantagem na tabela de pontuação, que aponta 45 a 31 para ele. Para concluir o ano à frente, Bruno precisa pelo menos subir ao pódio e ver o companheiro não somar nenhum ponto.

O Grande Prêmio vai acompanhar a decisão do Mundial 2012 da F1 'in loco' em Interlagos com grande equipe: Flavio Gomes, Victor Martins, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Juliana Tesser.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube