Engenheiro-chefe da Williams fecha com Toro Rosso e dá força a rumores sobre chegada de Brawn em 2014

Xevi Pujolar, engenheiro-chefe da escuderia de Grove nos últimos anos, anunciou transferência para a Toro Rosso para ser engenheiro de pista de Jean-Éric Vergne. Vaga aberta pode ser ocupada por Ross Brawn, que confirmou sua saída da Mercedes

 
A 'silly season' que antecede a temporada 2014 não está movimentada apenas entre equipes e pilotos: a dança dos cargos administrativos também segue incessante neste final de 2013. Depois do impactante anúncio do desligamento de Ross Brawn do cargo de chefe da Mercedes logo após um vice-campeonato de Construtores, é a vez de Xevi Pujolar, então engenheiro-chefe da Williams, anunciar sua saída da escuderia de Grove.
A nova Williams está em busca de um novo engenheiro-chefe para 2014 (Foto: Glenn Dunbar/Williams)
O espanhol, que assinou com o time em 2003 e desde então só esteve longe de algum cargo na esquadra azul e branca em 2010 – ano em que foi engenheiro de corrida de Bruno Senna na Hispania –, decidiu mudar os rumos de sua carreira e assinou com a Toro Rosso para ocupar o mesmo cargo com Jean-Éric Vergne no próximo campeonato.
 
O movimento de Pujolar coincide com os fortes rumores que indicam que a saída de Brawn da Mercedes teria a ver com o fato de que o britânico poderia assumir o comando da Williams em 2014. O time inglês passará a usar propulsores da montadora alemã e continua em plena fase de reestruturação, trazendo novos engenheiros, projetistas e até piloto – no caso, Felipe Massa, com quem Ross já trabalhou na Ferrari em 2006.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube