Entre “estabilidade de Bottas e talento de Russell”, Mercedes define dupla até setembro

O chefe Toto Wolff quer tomar logo uma decisão sobre o companheiro de Lewis Hamilton em 2022, mas já avisa: a escolha entre Valtteri Bottas e George Russell só sai em setembro

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTubeGP | GP2
Fernando Alonso acelerou o Renault R.S.18, pintado com as cores da Alpine, neste sábado em Le Mans (Vídeo: WEC)

Em meio ao furacão de especulações sobre quem será o segundo piloto da Mercedes em 2022, o chefe Toto Wolff afirmou que a decisão será tomada apenas em setembro. O dirigente, assim, adia a escolha entre Valtteri Bottas e George Russell para a condição de companheiro de Lewis Hamilton.

Wolff refletiu sobre as vantagens e desvantagens de Bottas e de Russell. O finlandês está na Mercedes desde 2017, vencendo ocasionalmente, enquanto o britânico consegue resultados convincentes na Williams.

“Temos de escolher entre a estabilidade de Valtteri [Bottas] e o talento de George [Russell], aí que está o futuro. Quero decidir essa questão em Setembro para que ambos possam se acertar da forma correta para a próxima temporada. Independentemente do que decidirmos, George e Valtteri terão grandes opções. Provavelmente eles terão mais de uma opção para continuar na Fórmula 1, em uma categoria que é uma grande vitrine” disse Wolff ao jornal alemão Bild.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Valtteri Bottas ainda não teve o futuro definido na Mercedes (Foto: AFP)

“A maioria das equipes está se enxergando como candidata. As equipes esperam dar um passo gigantesco no ano que vem por conta do teto orçamentário, que agora é válido para todo mundo”, analisou Wolff, refletindo sobre possíveis novas casas do piloto rejeitado.

Do outro lado das especulações, Jost Capito, comandante da Williams, reiterou que não há nada que a equipe possa fazer para manter Russell em Grove. O dirigente diz que está à mercê da vontade da Mercedes no assunto.

“Não é útil pensar a respeito disso, já que é uma decisão que cabe a Mercedes. Se eles escolherem Russell, ele vai. Caso contrário, ele fica. Ele gostaria de ficar se não tivesse a chance de ir para a Mercedes, pois ele gosta da equipe. Além disso, vê como as coisas estão avançando aqui. Se ele não for para a Mercedes, ficaremos felizes em mantê-lo. Mas não há nada que possamos fazer agora”, disse Capito.

Em meio a disputa entre Bottas e Russell, Nyck De Vries, atual campeão da Fórmula E, aparece como uma terceira opção para a Mercedes em 2022. Porém, com os pés no chão, o holandês não pensa na possibilidade, apesar de enxergar que o título pode deixá-lo mais próximo de uma vaga na Fórmula 1.

“Você não pode controlar se terá uma vaga na Mercedes no próximo ano. Se este título me deixa mais próxima da Fórmula 1? Com certeza abre portas. Vencer campeonatos ajuda caso a oportunidade apareça. Nos últimos três anos, venci títulos importantes duas vezes. Com certeza isso me valoriza. Ao mesmo tempo, sou modesto e prefiro pôr de lado este título mundial para focar em meu futuro”, afirmou De Vries.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar