Equipes da F1 chegam a acordo com relação à volta dos testes ao longo da temporada, afirma jornal italiano

'La Gazzetta dello Sport' traz detalhes do novo acordo, decidido durante o fim de semana do GP de Mônaco. Equipes poderão realizar quatro sessões de testes durante o ano, com dois dias cada, sempre em circuitos europeus. Medida deve ajudar tanto a Pirelli quanto as fabricantes de motores, mas pode prejudicar times com menor orçamento

 
A partir de 2014, a F1 voltará a realizar testes livres durante a temporada. A informação é do jornal italiano 'La Gazzetta dello Sport'.
 
De acordo com a publicação, Christian Horner, chefe da Red Bull, revelou que durante o fim de semana do GP de Mônaco, todas as equipes se reuniram e chegaram a um acordo com relação a esta decisão.
 
O site 'Italiaracing' revelou mais detalhes: o novo acordo permite a realização de quatro sessões de dois dias ao longo do campeonato, sempre em circuitos europeus. 
Testes durante a temporada devem voltar em 2014 (Foto: Getty Images)
"Isso deixará a Pirelli feliz, porque eles terão a oportunidade de trabalhar com os pneus da melhor maneira possível", explicou o site.
 
No entanto, rumores insistem que nem todas as equipes teriam concordado com a novidade para o próximo ano. 
 
Uma fonte não-identificada no paddock teria explicado que "com 19 ou 20 corridas por ano e 12 dias de testes na pré-temporada, um acréscimo exigiria um custo de € 5 a 10 milhões a mais por equipe", valor equivalente a um total entre cerca de R$ 14 a R$ 28 milhões acrescidos no orçamento de cada time.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube