F1

Ericsson mostra incômodo ao ver Nasr marcar primeiros pontos da Sauber em 2016: “É doloroso”

Marcus Ericsson está com “sentimentos mistos” após o GP do Brasil. O sueco fica feliz por ver a Sauber pontuando, mas não esconde a insatisfação de ver Felipe Nasr em nono lugar. Para Abu Dhabi, Ericsson promete fazer algo parecido

Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
Marcus Ericsson saiu do Brasil com uma sensação estranha. Apesar da festa geral por conta dos primeiros pontos da Sauber em 2016, consequência do nono lugar de Felipe Nasr em Interlagos, o sueco não gostou de ser superado pelo companheiro de equipe. De acordo com o próprio Ericsson, os próximos dias serão de dor ao tentar digerir o resultado.
 
“Ainda tenho sentimentos mistos em relação ao fim de semana”, disse Ericsson. “Claro que estou muito feliz por minha equipe e pelo Felipe, marcamos pontos e estamos em décimo no campeonato. Mas, ao mesmo tempo, é doloroso que eu não tenha marcado os pontos para nos deixar em décimo”, completou.
 
“Ainda não acabou. Em Abu Dhabi vocês vão ver um piloto sueco com a missão de buscar os pontos”, seguiu.
Marcus Ericsson (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Ericsson teve uma participação breve no GP do Brasil. O sueco bateu já na volta 11, depois de perder o controle na saída da Curva do Café. Foi o mesmo erro que vitimou Felipe Massa e Romain Grosjean.
 
“Foi uma forma muito desapontadora de acabar a corrida. As condições da pista eram muito difíceis, e eu acabei perdendo o carro perto da reta principal. Foi por conta da água parada na pista, eu acabei virando um passageiro”, recordou.
 
O que importa é que Nasr, por somar dois pontos, conseguiu colocar a Sauber na frente da Manor no Campeonato de Construtores. A posição gera uma premiação extra de aproximadamente 20 milhões de dólares – aproximadamente 68 milhões de reais. Para virar o jogo, os britânicos vão precisar somar pelo menos mais dois pontos – caso some um, os critérios de desempate mantém os suíços na frente.
 
O GP de Abu Dhabi, último da temporada 2016, vai ser disputado em 27 de novembro.