Escaldado, Hülkenberg admite cuidado com rumores sobre Ferrari, mas diz que é insensato não considerar “todas as opões”

Já experiente em termos de especulações na F1, Nico Hülkenberg disse que tem cuidado quanto aos rumores, especialmente aos que ligam seu nome à Ferrari, mas admitiu que seria insensato não considerar todas as ofertas que surgiram para o futuro

Nico Hülkenberg admitiu que seria insensato não avaliar suas opções no mercado de pilotos na F1, em meio às crescentes especulações que associam seu nome a possíveis candidatos ao posto de Kimi Räikkönen na Ferrari, para a temporada 2016. Sempre alvo de rumores, o alemão ganhou ainda mais destaque nas últimas semanas depois da vitória com a Porsche nas 24 Horas de Le Mans, no mês passado.

Entende-se que, no momento, a equipe italiana concentra seus esforços em tentar tirar da Williams o finlandês Valtteri Bottas, mas também não descartou tentar Daniel Ricciardo. O problema é que o australiano ainda possui um contrato de três anos com a Red Bull.

Nesta quinta-feira (2), em Silverstone, palco da nona etapa da temporada 2015, Hülkenberg falou sobre os rumores e as expectativas para o futuro. O piloto da Force India se mostrou cauteloso e disse, que depois de ter ficado tão perto da Ferrari nas últimas temporadas, prefere olhar o cenário com mais cuidado. Questionado se pretende renovar com a equipe indiana ou tentar outra vaga, o alemão respondeu: "Depende da oferta".

Nico Hülkenberg durante o primeiro treino livre em Xangai (Foto: Force India)

"Obviamente, você tem de avaliar as opções, tem de observar o mercado e entender o que está realmente disponível e o que pode se tornar disponível. Seria insensato não fazer isso", completou.

Nico deixou claro que, sem uma definição da Ferrari sobre Räikkönen e com a situação de Bottas ainda incerta, alguns fatores que podem influir em uma mudança para a escuderia vermelha não estão em suas mãos. "Eu estou bem. Acho que a coisa mais importante para mim agora é manter minha performance e atingir 100% a cada fim de semana. É o melhor que posso fazer e as demais coisas devem se acertar", explicou.

"Nem tudo está em minhas mãos ou sob meu controle, há outras situações e fatores que podem influir. Ainda é cedo para tudo isso. Eu estou bem onde estou e vou continuar trabalhando duro aqui", emendou Hülkenberg.

O piloto, por fim, ainda garantiu que todas as especulações envolvendo seu nome na Ferrari não alteram sua mentalidade e não vão mudar sua forma de pilotar. "Você faz boas corridas e é isso que acontece. É normal. Isso não muda nada para mim. Estou realmente focado na situação de agora e quero me concentrar nisso", declarou o alemão, acrescentando, no entanto, que a vitória em Le Mans foi uma oportunidade de ouro para reavivar a carreira.

"Tem sido três semanas muito boas para mim, com muitas coisas positivas", encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube