Ocon lamenta ultrapassagem de Gasly, mas exalta Alpine em SP: “Pontos importantes”

Esteban Ocon lamentou por não ter conseguido segurar Pierre Gasly, mas enfatizou o ótimo trabalho da Alpine em São Paulo para tentar fazê-lo

Lewis Hamilton e a bandeira do Brasil (Vídeo: Reprodução/F1 TV)

Com o quinto lugar do Mundial de Construtores em jogo, a batalha entre AlphaTauri e Alpine é dura. E, embora Pierre Gasly tenha saído do GP de São Paulo como o maior pontuador dos quatro pilotos em questão, a escuderia francesa pôde contar com seus dois carros na zona de pontuação, com Esteban Ocon e Fernando Alonso terminando na oitava e nona colocações, respectivamente.

Para Ocon, o trabalho de equipe foi crucial para saírem do circuito brasileiro pontuando. Ele explica que a Alpine até tentou apostar numa estratégia de troca de posições com seus pilotos para tentar segurar o dono do carro #10, o que chegou a funcionar, mas não por muito tempo. Gasly acabou terminando a prova no sétimo lugar.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Pierre Gasly fechou a corrida na sétima posição, com as duas Alpine atrás (Foto: AlphaTauri)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Pontos muito importantes para a equipe, foi um trabalho muito bom. Acho que colocamos o máximo da nossa tática em prática, e foi divertido. Trocamos posições no começo, e aí o Fernando [Alonso] tentou me dar vácuo nas retas para tentar manter o Pierre [Gasly] atrás, o que fizemos por quase quatro voltas. Foi muito bom, mas ele conseguiu nos passar, tem um carro mais rápido, e eu e o Fernando trocamos posições novamente”, explicou Ocon, após a prova.

“Foi uma boa corrida. São bons pontos para nós, mantemos o campeonato de Construtores vivo. Mas precisamos de mais velocidade”, acrescentou.

A briga entre os dois times segue empatada no Mundial de Construtores. Cada um tinha 105 pontos antes do GP de São Paulo, mas por só Gasly tem pontuado na etapa brasileira — já que Yuki Tsunoda terminou apenas na 15ª posição —, e as duas A521 terminarem no top-10, o placar agora entrega 112 pontos a cada uma.

A próxima etapa da Fórmula 1, no entanto, pode ser um divisor de águas: a pista do Catar fará sua estreia na categoria neste fim de semana, entre os dias 19 e 21 de novembro, e pode alterar os resultados.

F1 EM SÃO PAULO: HAMILTON VENCE NA RAÇA, VERSTAPPEN 2° | Briefing

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar