F1

Ex-diretor-técnico da Mercedes, Bell assina contrato com Manor Marussia e assume cargo de consultor

A Manor Marussia anunciou nesta segunda-feira (1) novas contratações, sendo a mais importante a de Bob Bell. O ex-diretor-técnico da Mercedes vai assumir o cargo de consultor técnico da esquadra inglesa
Warm Up / Redação GP, de Curitiba
 Will Stevens, da Manor Marussia, durante a classificação em Barcelona, na Espanha, neste sábado (Foto: Beto Issa)
A Manor Marussia anunciou uma parceria de peso nesta segunda-feira (1) e deu provas de que está empenhada em crescer na F1. A equipe assinou com Bob Bell, ex-diretor-técnico da Mercedes. O engenheiro atuará como um consultor técnico e vai auxiliar o time e orientar quanto aos planos em longo prazo.

Bell, que já ocupou o cargo de diretor-técnico e chefe na Renault, deixou a Mercedes no fim do ano passado e, recentemente, estava também prestando consultoria à marca francesa enquanto avaliava seu futuro na F1.
Bob Bell deixou a Mercedes no fim do ano passado (Foto: Mercedes)
Além do irlandês de 57 anos, a Manor também anunciou as contratações de Luca Furbatto, ex-Toro Rosso, para o posto de chefe de design, e de Gianluca Pisanello, que vai assumir o cargo de chefe de engenharia. "Estamos muito satisfeitos em dar as boas-vindas a Bob, Luca e Gianluca à equipe", disse John Booth, chefe da esquadra inglesa.

"Tem sido um ano dramático, mas conseguimos dar início à nossa temporada 2015. E agora nós estamos em condições de estabelecer um ritmo mais normal, que nos permite pensar mais no futuro", completou.

"Nosso foco nesta temporada é reconstruir os alicerces da equipe e desenvolver as nossas capacidades internas. Como sempre na F1, contamos com a experiência, tenacidade e sabedoria dos nossos colegas, por isso estamos felizes em recebê-los como novos companheiros de equipe. Cada um deles traz enorme experiência neste esporte, o que vai representar um grande avanço em nossa capacidade técnica e de engenharia", acrescentou o dirigente.

"Enquanto buscamos aperfeiçoar o nosso desempenho durante a temporada 2015, nós também já poderemos voltar a nossa atenção para o próximo ano", emendou.

A Manor conseguiu sobreviver na F1 devido a uma injeção de dinheiro feita pelo empresário inglês Stephen Fitzpatrick, depois que a Marussia entrou em crise no fim do ano passado. Por pouco, o time não teve o mesmo destino da Caterham. Até o momento, a equipe, que tem como titulares Will Stevens e Roberto Merhi, não marcou nenhum ponto, mas conseguiu completar com os dois carros quatro das seis provas disputadas até o momento em 2015.