F1 confirma calendário com recorde de 22 corridas e ausência da Alemanha

O calendário da Fórmula 1 para 2020 foi divulgado de acordo com o que já se previa. A Alemanha cai fora após presença por dois anos, o que não impede o campeonato de estabelecer um novo recorde: o de maior número de GPs, 22

A Fórmula 1 já tem um calendário para a temporada 2020. Um dia após a revelação de um esboço, a categoria confirmou o previsto: o ano do 70º aniversário da categoria vai ter 22 corridas. Mesmo no embalo de adições de dois GPs e renovação de outros, a F1 não conseguiu manter o GP da Alemanha.
 
O número de 22 corridas é um recorde e, considerando o que se sabia até meses atrás, uma surpresa. Inicialmente se imaginava a manutenção do total de 21 provas, o que significaria a eliminação de duas do calendário de 2019. México, Espanha e Alemanha estavam em condições delicadas, dependendo de arrastadas negociações. As duas primeiras conseguiram os acordos que precisavam, enquanto a terceira não levantou voo – muito por conta da falta de suporte financeiro, situação piorada pela saída da Mercedes como patrocinador-máster.

A corrida mexicana, aliás, traz uma mudança de nomenclatura. A prova não se chama mais GP do México, e sim GP da Cidade do México.

 
Apenas uma etapa aparece com o temerário asterisco, indicando participação não 100% definida. É o GP da Itália que, apesar de já ter situação encaminhada, ainda depende de assinatura de contrato.
O GP da Alemanha, tão marcante em 2019, cai fora em 2020 (Foto: AFP)

"Desde que nós [Liberty Media] nos envolvemos com esse esporte, em 2017, falamos sobre desenvolver novos destinos para ampliar o apelo da Fórmula 1 e, ao mesmo tempo, consolidar nossa presença na Europa, casa tradicional do esporte”, disse Chase Carey, chefão da categoria. “Nós temos o Vietnã fazendo sua estreia com a capital Hanói, uma das cidades mais empolgantes do mundo, com história rica e um futuro incrível pela frente. Também temos o retorno do histórico Zandvoort, próximo de outra cidade vibrante, Amsterdã, com o GP da Holanda”, seguiu.

 
As duas adições, os GPs do Vietnã  e da Holanda, mudam um pouco a ordem das provas. A corrida em Hanói, em 5 de abril, vira a terceira do ano, posição antes ocupada pela China, agora quarto. A etapa de Zandvoort, por sua vez, tem a honra de abrir a temporada europeia em 3 de maio.
 
Em termos de abertura e encerramento, nada mudou. O GP da Austrália é o primeiro, em 15 de março, enquanto o de Abu Dhabi é o último, em 29 de novembro. O GP do Brasil mantém a condição de penúltima prova da temporada, com data confirmada para 15 de novembro.

Confira o calendário da F1 para 2020:

  DATA ETAPA
1 15/3 AUSTRÁLIA
2 22/3 BAHREIN
3 5/4 VIETNÃ
4 19/4 CHINA
5 3/5 HOLANDA
6 10/5 ESPANHA
7 24/5 MÔNACO
8 7/6 AZERBAIJÃO
9 14/6 CANADÁ
10 28/6 FRANÇA
11 5/7 ÁUSTRIA
12 19/7 INGLATERRA
13 2/8 HUNGRIA
14 30/8 BÉLGICA
15 6/9 ITÁLIA
16 20/9 SINGAPURA
17 27/9 RÚSSIA
18 11/10 JAPÃO
19 25/10 ESTADOS UNIDOS
20 1/11 CIDADE DO MÉXICO
21 15/11 BRASIL
22 29/11 ABU DHABI

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube