F1

F1 confirma realização de Festival no Brasil, mas ainda não indica se Rio é cidade escolhida

Na manhã desta quarta-feira, a F1 confirmou a realização do F1 Festival, evento criado em 2017 para engajar o público, em quatro cidades. A primeira delas, na semana que vem, em Xangai, palco do 1.000º GP da história do Mundial. Chicago e Los Angeles fazem parte da lista, assim como uma cidade no Brasil, ainda a ser definida

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré

A F1 confirmou, na manhã desta quarta-feira (3), quatro cidades como destino do F1 Festival, evento criado pelo Liberty Media a partir de 2017, tendo Londres como seu primeiro palco, e destinado a engajar o público com o esporte. Quatro cidades vão receber o festival em 2019: Xangai, palco do 1.000º GP da história do Mundial, no próximo fim de semana, Chicago, Los Angeles e uma cidade no Brasil, ainda não confirmada pela categoria.
 
No vídeo publicado pela F1 nas redes sociais, são veiculadas imagens do Rio de Janeiro como cidade brasileira, mas a categoria informa que o destino do F1 Festival no Brasil ainda está para ser definido.
 
Em janeiro deste ano, o site britânico ‘Race Fans’ noticiou Xangai, Chicago, Los Angeles e o Rio de Janeiro como os destinos do F1 Festival em 2019. E inclusive informou as datas dos respectivos eventos.

 
O F1 Festival de Xangai vai acontecer no dia 12 de abril, dois dias antes do GP da China. Depois, Chicago recebe o evento na semana do GP do Canadá, agendado para 9 de junho. A escolha do Liberty Media visa engajar novamente o público norte-americano, ainda que as cidades de Chicago e Montreal estejam separadas por cerca de 1.200 km.
 
Los Angeles, na Califórnia, vai receber o F1 Festival na semana do GP dos Estados Unidos, marcado para Austin, no Texas, em 3 de novembro. Por fim, o ‘Race Fans’ aponta o Rio de Janeiro como o destino brasileiro do F1 Festival, com o evento sendo realizado na semana do GP do Brasil, marcado para os dias 15 e 17 de novembro.
 
O Rio de Janeiro tem se candidatado a receber uma série de eventos automobilísticos nos últimos tempos: primeiro, foi a Fórmula E, em que a cidade então governada por Eduardo Paes chegou a figurar no calendário da primeira temporada da categoria, mas logo foi removida; no fim do ano passado, já na atual gestão do prefeito Marcello Crivella, houve um anúncio de que o Rio vai receber a Indy em 2020, mas jamais a informação foi confirmada por qualquer representante da categoria; já em 2019, ventilou-se o papo de que a F1 seria transferida para a cidade — também sem qualquer indício de veracidade.
 
No cenário político, Crivella se vê com a possibilidade de sofrer um impeachment, com a Câmara dos Deputados tendo aprovado o pedido da abertura de processo nesta terça-feira. O também bispo responde pelos crimes de improbidade administrativa e crime contra a administração pública.
 
O GRANDE PRÊMIO entrou em contato com a assessoria de imprensa da F1, que informou que "ainda não é 100%" que o Rio de Janeiro vai ser o palco do F1 Festival no Brasil.