F1 quer corrida sprint no Brasil, mas teme cancelamento e pensa em alternativas

De acordo com informação da revista alemã Auto Motor und Sport, F1 quer GP de São Paulo como praça de teste, mas segue temerosa com situação da pandemia

GP às 10 | Corrida de classificação na F1: corrida ou treino? Flavio Gomes explica

O fim de semana do GP da Inglaterra terá exibição da nova geração de carros da Fórmula 1, capítulo na novela da disputa pelo título e a estreia do formato das corridas sprint – ou corridas de classificação. Mas Silverstone será somente um de três eventos com a novidade – e somente outro deles está fechado. O terceiro elemento é o Brasil, mas a F1 ainda não tem certeza sobre a realização da o evento marcado para novembro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Audi e Porsche sugerem tração 4×4 na F1 para entrada em 2025

A informação é da revista alemã Auto Motor und Sport. Segundo a publicação, Silverstone e Monza são as certezas e o GP de São Paulo, em Interlagos, está na mira para que funcione como terceiro e última demonstração e teste das corridas de classificação. A questão é simples: o Mundial não sabe se conseguirá cumprir o esperado para correr no fim de semana dos dias 5-7 de novembro.

A informação, em si, não é nova. Na realidade, desde que o formato das corridas de classificação foi confirmado, meses atrás, já era dito que Silverstone, Monza e Interlagos eram os autódromos favoritos para testes, mas que se temia as condições sanitárias do Brasil frente à pandemia do novo coronavírus. A questão é que agora, em meados de julho e a menos de cinco meses do evento, as dúvidas seguem.

Desde a oficialização do formato, São Paulo foi tida como favorita para receber teste (Foto: Fernando Silva/Grande Prêmio)
Paddockast #111 | Elétricos, combustível sintético e barulho: como a F1 vê os novos motores

De acordo com a revista, o medo é a alta taxa de contágio do coronavírus no país. Na última terça-feira, 13 de julho, o Brasil registrou 42.466 casos e 1.613 mortes. São ainda números muito altos apesar da média móvel de casos e mortes ser a menor desde março, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa com dados das secretarias de Saúde. Ao todo, desde o começo da pandemia, Brasil já contabiliza mais de 535 mil mortes.

Por conta das dúvidas sobre o GP de São Paulo, a revista alemã afirma que a F1 vai tomar o tempo necessário para definir qual será a praça do terceiro teste da corrida de classificação e que, assim, a decisão não é esperada para as próximas semanas. Austin, com o GP dos Estados Unidos, surge como possibilidade forte. Com o cancelamento do GP da Austrália, existe a especulação até de que a pista estadunidense tem chances de sediar uma rodada dupla, nos moldes do que aconteceu na Áustria.

A única decisão é que não haverá corrida de classificação na última corrida do campeonato, em Abu Dhabi. “Não queremos que um novo formato decida a Copa do Mundo”, a revista credita a uma fonte dentro da organização da Fórmula 1.

Apesar das dúvidas da Fórmula 1, o promotor do GP de São Paulo, Alan Adler, em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, mostrou segurança de que o evento será realizado.

Austin Hill escapou da confusão e venceu em Knoxville na quarta prorrogação (Vídeo: Nascar)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar