F1

F1 tenta de última hora incluir no regulamento pontuação para volta mais rápida em 2019

Ideia de ponto para a volta mais rápida de cada corrida será apresentada durante o Conselho Mundial da FIA, que acontece em Genebra na próxima quinta-feira. O Liberty Media defende que fãs são a favor de ideia para apimentar os finais de corrida
Grande Prêmio / Redação GP, Campinas
A temporada 2019 da F1 pode ter uma mudança no regulamento com apenas uma semana restante para o início do campeonato. A categoria planeja discutir a inclusão de um ponto para a volta mais rápida de cada corrida. A proposta de mudança será apresentada amanhã (7), no Conselho Mundial da FIA, que acontece em Genebra, na Suíça.

Caso o Conselho aprove, será preciso um voto majoritário do grupo de estrategistas da F1 e unânime do conselho da categoria para que a mudança de regulamento fique válida já para o GP da Austrália, que acontece no próximo dia 17. Caso não seja aprovado, uma nova chance de votar a ideia acontecerá no dia 26 de março, que marca a próxima reunião do Conselho. As informações são do site inglês 'RaceFans'.

Donos da F1 desde 2016 e principais articuladores da ideia, o grupo Liberty Media garante que os fãs são a favor e que a ideia pode animar os finais de corridas. Uma pontuação para a pole-position também foi pensada, mas rapidamente descartada para evitar as chances de um piloto conquistar o título no sábado.
A largada do GP do Brasil (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
A pontuação por tempo mais veloz na corrida não é novidade na F1. Ela apareceu nas dez primeiras temporadas da categoria, entre 1950 e 1959, mas foi substituída em 1960 pelo ponto ao sexto colocado de cada prova. Em 2018, o recordista de voltas rápidas foi o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, que anotou sete.

A ideia já apareceu em outras competições da FIA, como a Fórmula 2 e a Fórmula E. Na F2, o piloto que ficar na zona tradicional de pontuação em uma das duas corridas e anotar o tempo mais rápido dela recebe dois pontos. Já na FE, a pontuação nos primeiros quatro anos da categoria e até definiu um título: quando Sébastian Buemi garantiu a conquista sobre Lucas DiGrassi, na jornada 2015-16, após anotar a volta mais rápida no eP de Londres, prova em que os dois abandonaram após uma batida entre si.